Colorado empata no final e sai de La Paz com a liderança provisória do grupo 1

Com gol de Gilberto a dois minutos do fim, Inter acaba com os 100% de aproveitamento dos bolivianos em casa.

A 3,6 mil metros acima do nível do mar, o Colorado de Porto Alegre resiste ao efeitos da altitude e conquistou um ponto precioso na luta pela classificação à próxima fase da Libertadores da América.

O The Strongest saiu na frente com gol de Ramallo aos 30 segundos da etapa final mas cedeu o empate aos 43 minutos após insistência do atacante Gilberto que furou em bola antes de acertar o ângulo do goleiro Vaca.

Com o  empate de 1 a 1 com o The Strongest no estádio Hernando Siles em La Paz na Bolívia, válido pela quarta rodada , o Inter se manteve em primeiro no grupo 1 com  7 pontos em 4 jogos, assim como o time boliviano, porém com saldo de 5 gols contra - 3 do The Strongest. O Santos, que joga amanhã contra o Juan Aurich na Vila Belmiro tem 6 pontos e pode assumir a ponta caso vença.

O Inter volta a entrar em campo pela competição continental no dia 4 de abril, data em que o clube completa 103 anos contra o Santos no Beira-Rio. No dia 19, vai ao Peru enfrentar o Juan Aurich pela última rodada da primeira fase.

Sem contar com D’alessandro que sequer viajou à Bolívia em função de uma lesão muscular, o técnico Dorival Júnior teve outra baixa momentos antes do início da partida: O meia Oscar, que teve seu antigo contrato restabelecido com o São Paulo, em virtude de uma decisão da justiça no início da tarde de hoje.

O JOGO:

Preocupados com os efeitos da altitude, o Inter planejava conter a bola e assim, evitar o desgaste. Mas logo no começo, o Colorado teve uma boa oportunidade em cruzamento de Dátolo que Dagoberto tentou a finalização.

O Inter conseguia conter o ímpeto do adversário e atacava com perigo. Aos 15min, num contra-ataque, o argentino Dátolo tocou em profundidade para Dagoberto. O camisa 20 driblou o goleiro Vaca, mas perdeu o ângulo para a finalização e chutou cruzado sem perigo.

Com quase 30 minutos, outra grande chance para marcar: Dátolo serviu Damião, que, livre, na frente do goleiro Vaca, chutou fraco. Em resposta, Lima cobrou falta da intermediária e  obrigou Muriel a fazer boa defesa, espalmando para o lado. Em seguida, Índio cabeceou após cobrança de escanteio de João Paulo para defesa segura de Vaca. Aos 36min, Dagoberto fez boa jogada, passou por dois marcadores e tentou o arremate mas foi bloqueado pela zaga adversária.

Apostando nos contra-ataques, o time brasileiro era melhor no jogo e rondava o gol boliviano. Aos 39, Torrico salva o gol de Leandro Damião em cima da linha após cabeçada do artilheiro Colorado.

SEGUNDO TEMPO

O Internacional voltou para a etapa final com a mesma equipe mas sem a mesma concentração. Logo aos 30 segundos, García avançou pela esquerda e cruzou para a área. Rodrigo Moledo e Kleber não conseguiram afastar e Ramallo aproveitou para marcar. The Strongest 1 a 0.

Com a vantagem no escore, o The Strongest tomou conta do jogo e quase chegou ao segundo gol.  Cristaldo, duas vezes, e Pablo Escobar finalizaram com muito perigo ao gol de Muriel.

Sem criar chances como no primeiro tempo, o técnico Dorival Júnior mandou a campo Bolatti no lugar de Guiñazu aos 12 minutos.  Aos 18min Muriel fez um milagre ao defender o chute de Chumacero de dentro da pequena área. Em seguida, Dagoberto e João Paulo saíram para as entradas de Gilberto e Jajá.

Sem desistir, o representante gaúcho foi premiado a dois minutos do fim. Numa falha da marcação da equipe boliviana, o atacante Gilberto aproveitou o cruzamento de Nei, e igualou o marcador, garantido o empate para o Inter.

Foto: Alexandre Lops / Internacional.

FICHA TÉCNICA
THE STRONGEST (BOL) 1 X 1 INTERNACIONAL

GOLS: Ramallo, 1'2T(1-0) e Gilberto, 43'2T(1-1)

THE STRONGEST (BOL): Vaca, Torrico, Ojeda, Méndez e García; Chumacero, Lima, Cristaldo; González (Melgar, 33'2T), Ramallo (Soliz, 20'2T) e Pablo Escobar – Técnico: Uber Acosta.

INTERNACIONAL: Muriel, Nei, Rodrigo Moledo, Índio e Kleber; Guiñazu (Bolatti, 12'2T), Tinga, Dátolo e João Paulo (Jajá Coelho, 20'2T); Dagoberto (Gilberto, 19'2T) e Leandro Damião – Técnico: Dorival Júnior.
Local: Hernando Siles, La Paz (BOL)
Data/hora: 21/3/2012 – 19h45 (de Brasília)
Árbitro: Omar Ponce (EQU)
Auxiliares: Carlos Herrera (EQU) e Juan Cedeño (EQU)
Renda/Público: Não divulgados.
Cartões amarelos: Méndez e Lima (STR); Leandro Damião e Tinga (INT)
Cartões vermelhos: Não houve

s2Member®

CÓPIA PROIBIDA

CONTEÚDO PROTEGIDO PELA LEI DE DIREITOS AUTORAIS

EsporteSUL - O esporte daqui é aqui www.esportesul.comFacebookInstagramTwitter