Oh Yeah! Surf + Skate

 

US OPEN OF SURFING:  foi quase…

Eles foram bem, chegaram perto. Mas a bolada de US$ 100 mil e o título ficou com o jovem australiano Julian Wilson. Adriano de Souza, Gabriel Medina, Filipe Toledo foram até as quartas de final. Porém, dos brasileiros, Miguel Pupo foi quem chegou a final.

Ainda nas quartas, disputas boas e confrontos entre compatriotas. Filipe Toledo enfrentou Pupo e Medina encarou Mineirinho. Já o 11 vezes campeão mundial Slater venceu com folga o californiano Dane Reynolds. O campeão Julian Wilson conseguiu a virada superando o também havaiano John John Florence.

Mas vale frisar que o confronto entre Mineirinho e Medina foi histórico e levou o público ao delírio, com direito a aéreo rodando de backside , surf na mesma onda com investida para esquerda e direita, aéreo de alto nível de frontside e outras precisas manobras. Melhor para Medina.

Nas semi o bicho pegou.  Pupo encarou sem medo Kelly Slater , mostrando um surf fluido e abrindo vantagem sobre o norte-americano. No outro duelo, na reedição da final do WT na França, a festa não foi brasileira. Nos minutos finais, precisando de 8.04, Wilson fez um aéreo rodando de backside alcançando a virada.

Na finalissima em Hungtington Beach, California, Wilson mostrou mais atitude, atacando uma esquerda no critico. Pupo demorou a se achar nas ondas, mas a vitoria  na etapa Prime do circuito mundial ficava mesmo com o australiano.  Parabéns aos brasileiros pelo excelente resultado. Essa etapa mostrou que os nossos surfistas estão numa fase consistente e que são páreo contra os gringos.

pupo

Miguel Pupo no US Open na Califa. Foto: Divulgação

Surf nas olimpíadas? Por que não?

surf olimpiadas

Ilustração mostra como seria a disputa da modalidade nas Olimpiadas

Está circulando nas redes sociais essa foto que ilustra como seria se o surf fosse modalidade olímpica. Há quem diga que esse esporte tem que ser praticado no mar. Outros acham que surf e skate são estilos de vida e não modalidades olímpicas.  Também dizem que o surf brasileiro, por exemplo, não tem estrutura para participar dos Jogos Olímpicos, mesmo que tenha atletas com excelente potencial.

Mas há quem veja isso com um olhar mais positivo, por outro viés. Como eu. Acredito que o surf nunca precisou dessa midiatização para crescer, essa que um esporte olímpico tem, mas observando a quantidade de praticantes que existem no Brasil e no mundo, nos bens que a pratica dessa modalidade em contato com a natureza traz, os aprendizados que justamente esse “life style” proporciona, acho que o surf já deveria estar nas Olimpíadas há bastante tempo.  Vejo também que os mesmos que são contra, são aqueles que reclamam da falta de apoio a esse esporte.

Essa não é uma discussão oficial, acredito que essa hipótese nem foi cogitada pelo COI. É apenas uma polêmica criada na Internet, mas que vale como reflexão e como , quem sabe, ideia para os Jogos Olímpicos no Rio em 2016.

Oh Yeah: Skate no pé e rolê na Europa

 De Floripa para o mundo. Marcos Gabriel da Silveira, skatista patrocinado pela Mormaii, está dando um rolê pelo velho continente. Após o Mystic Skate Cup em Praga e do segundo lugar no CPH Pro, categoria Bowl Open, em Copenhague Dinamarca, ele desembarcou na Suécia.

A viagem do paulista radicado em Floripa vai durar quatro meses. A trip pela Europa e Estados Unidos inclui cerca de 10 países onde ele vai conhecer pistas de skate diferentes, picos irados e novas culturas. Demais, né?

Marcos Gabriel

Marcos Gabriel em Copenhage – Foto: Otavio Cezar

marcos gabriel

Skatista na Suécia – Foto: Otavio Cezar

Mega Rampa

Está chegando um dos maiores eventos de esportes radicais do país. A Praça da Apoteose, no Rio de Janeiro, receberá a Mega Rampa 2012. Bob Burnquist é o atual campeão e também é o idealizador da competição no Brasil. A rampa possui mais de 100 metros de extensão e 30 metros de altura, o que equivale a um prédio de nove andares.

Confere ai os melhores momentos do evento em 2011, só que em São Paulo (há quem diga que melhor organizada que a versão carioca):

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=nKQb5ml6rMg&feature=player_embedded[/youtube]

*Olimpíadas chegando a reta final. Bons e maus resultados, surpresas, imagens históricas. O que vamos tirar de lição destes Jogos Olímpicos? 

Laís Bozzetto é jornalista especialista em jornalismo esportivo. Residente na capital gaúcha ha um ano, Laís trabalhou com diversas modalidades, inclusive futebol, mas é apaixonada por esportes radicais, praia e esportes ligados a natureza. Já cobriu alguns dos principais campeonatos de surf e é ela quem vai estabelecer a conexão radical do Esporte Sul. Aloha!