CÓPIA PROIBIDA

CONTEÚDO PROTEGIDO PELA LEI DE DIREITOS AUTORAIS

EsporteSUL - O esporte daqui é aqui www.esportesul.comFacebookInstagramTwitter

Canoístas da ASENA são contemplados com Programa Bolsa Atleta

Equipe ASENA. Foto: Divulgação/ASENA

Cinco atletas do Projeto Remar, da Associação santa-mariense de Esportes Náuticos (ASENA) receberam uma grande notícia neste final de semana. De acordo com Givago Ribeiro, canoísta da seleção brasileira e coordenador da Associação criada em 2010 ao lado do irmão Gilvan, Diogo Marques Machado, Mariane dos Santos da Silva, Pedro Lucas dos Santos da Silva, Wesllyn Schifelbein e Alexandre Stanque foram confirmados como novos integrantes do Programa Bolsa Atleta e passarão a receber patrocínio do governo federal, que custeia os 3 melhores atletas no ranking nacional nas suas categorias, em diversas modalidades olímpicas.

Com contrato de 12 meses, o benefício irá ajudar na compra de caiaque, remo, uniforme, suplemento alimentar, custear viagem, além de auxiliar nos estudos dos canoístas.

Diogo Marques Machado, 15 anos, está na 7ª série e estuda na Escola Walter Jobim.

Diogo Marques. Foto: Divulgação/ASENA" Comecei a fazer a fazer canoagem há 1 ano e cada vez mais fui me interessando pelo esporte, na minha primeira competição terminei em 4º lugar, foi aí que percebi que teria futuro com a canoagem. Eu também participei do Campeonato Brasileiro em Mato Groso e acabei ficando em 1º lugar. Com canoagem eu adquiri mais conhecimento e disciplina.”

Mariane dos Santos da Silva, 18 anos, pratica canoagem desde 2011.

 “Conheci a canoagem através do meu irmão que já remava, quando vi ele remando me interessei. Remei pela primeira vez em um K2Mariane da Silva. Foto: Divulgação/ASENA Turismo com a Dona Cristina. A partir daí nunca mais parei, no começo era só brincadeira, mas com o passar do tempo a coisa foi ficando mais séria, não pensava que iria chegar onde eu cheguei. Pretendo fazer cursinho, trabalhar e me formar em Direito ou Nutrição. Também tenho o sonho de entrar na seleção brasileira, mas para isso acontecer ainda tenho que treinar muito. Força de vontade é um coisa que não me falta. Eu tenho três medalhas, a primeira foi nos Jogos de Verão em Rosário do Sul, fiquei em primeiro lugar, a segunda foi na Copa Teutônia, fiquei em terceiro lugar e a minha terceira medalha foi no Campeonato Brasileiro de Canoagem Velocidade, em Primavera do Leste, Mato Grosso, onde fiquei em segundo lugar.”

Pedro Lucas dos Santos da Silva, 14 anos, está na 8ª série na Escola Municipal Hylda Vasconcellos.

Pedro Lucas. Foto: Divulgação/ASENA“Eu fui o primeiro a entrar na escolinha, um dia eu estava trabalhando na casa ao lado da professora Cristina, aí ela veio e me convidou para fazer canoagem Um mês depois desse dia me levaram para a minha primeira competição. No início era só brincadeira, depois os treinos foram ficando mais sérios e eu nunca mais parei de fazer canoagem.”

Wesllyn Schifelbein, 13 anos, está na 7ª série e estuda na escola Santa Catarina.Wesllyn Schifelbein. Foto: Divulgação/ASENA

“Conheci a canoagem através de um vizinha que comentou comigo que tinha visto crianças carregando caiaques para perto da barragem. No dia 18 de janeiro de 2012, eu e meus pais fomos ver que tipo de esporte era aquele. Conhecemos a Dona Cristina e ela nos apresentou aquele esporte tão especial e pouco divulgado em Santa Maria, foi paixão a primeira vista! Hoje me orgulho de dizer que já fui a três campeonatos, saindo inclusive com três medalhas de ouro. Tenho muita satisfação em me considerar um atleta de canoagem e ter ao meu lado pessoas que apoiam, desenvolvem e divulgam essa ideia.”

Alexandre Stanque, 24 anos, atleta e instrutor de iniciação na canoagem.

Alexandre Stanque“Iniciei na canoagem em 2007 como meio de atividade física, em 2011 comecei a praticar como alto rendimento. Em 2012 conquistei o bronze no campeonato brasileiro de canoagem velocidade na categoria sênior k4-500m remando pela equipe da ASENA. Agora estou me preparando para o campeonato brasileiro que será realizado na cidade de Primavera do Leste, em Mato Grosso.”

O projeto:

O projeto Remar, da Associação Santa-Mariense de Esportes Náuticos (Asena), é sediado em Santa Maria no Bairro Campestre do Menino Deus. As atividades realizadas buscam promover a inclusão social de crianças e adolescentes através de aulas teóricas e práticas de canoagem, educação ambiental e cidadania. Outra meta do Remar é fomentar a preparação de atletas de alto rendimento, para participar de competições e construir uma carreira no esporte.

Atualmente, 14 crianças fazem parte do projeto. Dentro deste número, as que mais se destacam e demonstram comprometimento são escolhidas para passar por um treino mais rigoroso, visando a preparação para competições de canoagem em nível regional e nacional. O projeto é voluntário e sem custos para os participantes, mas as notas e o bom comportamento em sala de aula são um critério exigido para a permanência dos atletas.

Por Diogo Viedo/Fonte ASENA, em 29/07/13.

s2Member®