Conheça os indicados ao Prêmio EsporteSUL como melhor equipe estadual

Os quatro indicados do Prêmio EsporteSUL na categoria clube/equipe estadual levaram o nome de Santa Maria aos quatro cantos do Rio Grande do Sul em 2013. Cada um em sua modalidade, em seu terreno de jogo, sua categoria, mas destacando, além do seu nome, o nome da nossa cidade. Conheça abaixo um pouco da trajetória em 2013 do Novo Horizonte, da Associação Voleibol Futuro, do Riograndense e do Santa Maria Judô.

Um trabalho voltado para as categorias de base e reconhecido no Rio Grande do Sul e no Brasil. Esta é a Sociedade Esportiva Novo Horizonte, equipe santa-mariense que promove através do futebol a inclusão social de crianças e adolescentes. Atualmente o Novo Horizonte contra com equipes em onze categorias diferentes, do sub-7 ao sub-16. Com 16 anos de atividades o Novo Horizonte conta hoje com mais de duzentos atletas ligadas a equipe. Em 2013 a agremiação santa-mariense levantou no sub-15 o título da Copa Paraíso e no sub-14 os títulos regionais e estaduais da Copa Coca-Cola, no qual disputa as finais neste mês de dezembro.

Criada em 2008 com a intenção de recolocar Santa Maria na rota do vôlei gaúcho, a Associação Voleibol Futuro, a AVF, vem desde então alcançando seus objetivos. Coordenada pelo professor Jean-Pierre Chagas Ávila, um dos idealizadores do projeto, a AVF conta hoje com três equipes que disputam o campeonato estadual: mirim, infantil e adulto. Em 2013, a AVF levou a cidade ao lugar mais longe já obtido em um Campeonato Estadual Adulto, ao acabar com o quarto lugar do certame gaúcho. A meta da AVF agora e participar de sua primeira competição nacional, a Super Liga Feminina B, a partir de janeiro de 2014.

equipes 2

Novo Horizonte, Riograndense, AVF e Santa Maria Judô são os indicados na categoria melhor equipe/clube estadual.

O ano de 2013 ficou marcado na história do Riograndense. Com uma campanha histórica na primeira fase da Divisão de Acesso, sete vitórias consecutivas, o clube chegou até a última partida da competição estadual com chances reais de subir para primeira divisão. No primeiro turno, o Periquito foi eliminado pelo Brasil-PEL na semifinal, enquanto no segundo turno, não repetiu as boas atuações e acabou desclassificado nas quartas de final pelo Ypiranga, de Erechim. Por ter obtido uma das melhores campanhas entre as duas fases, a equipe da zona norte se garantiu na disputa da terceira vaga para a elite estadual. Diante do Aimoré, de São Leopoldo, mesmo lutando bravamente nas duas partidas, o Riograndense acabou derrotado e adiu o sonho de retornar à primeira divisão gaúcha. Sem futebol profissional no segundo semestre, o Riograndense reergueu suas categorias de base e participou da sua primeira competição em nível estadual, a Copa FGF Sub-19.

Encerrando os indicados como melhor equipe estadual está o Santa Maria Judô/Projeto Mãos Dadas. Com 21 anos de atividades a equipe de judocas santa-marienses conta hoje com 535 atletas, divididos em oito núcleos, como escolas e centros esportivos espalhados pela cidade.  Um dos grandes troféus do Santa Maria Judô e do projeto Mãos Dadas, referência no estado na modalidade, é a revelação da judoca Maria Portela, a Raçudinha dos Pampas. Em 2013, das oito etapas promovidas pela Liga Riograndense de Judô, a equipe santa-mariense, sempre cordenada pela professora Aglaia Pavani, conquistou seis etapas. Em uma delas acabou em segundo lugar e em outra não participou por falta de apoio. Com os resultados expressivos, o Santa Maria Judô sagrou-se campeão estadual de 2013.

Notícias Relacionadas