Olho No Lance e a missão da dupla Rio-Nal na rodada do final de semana

banner Olho No Lance

Jogo vital

A vitória sobre o Cerâmica no domingo, no Estádio dos Eucaliptos, encaminha a classificação do Riograndense para as quartas de final do 2º turno da Divisão de Acesso. O time iria a nove pontos e ficaria numa situação muito boa, a dois jogos do fim da etapa.  Se os triunfos contra o Santa Cruz, fora, e o Nova Prata, em casa, ambos por 2 a 0, credenciam a equipe do técnico Luciano Corrêa a avançar na tabela, as atuações consistentes mostram um time reajustado em campo. O mérito é compartilhado pela comissão técnica e os próprios jogadores. Entretanto, o Cerâmica reagiu no campeonato sob o comando de Hélio Vieira e vem disposto a parar a sequência de vitórias do Riograndense. O jogo promete muita emoção e é de vital importância para os dois times. É um confronto direto entre dois adversários que lutam por vaga. O torcedor periquito precisa ir ao estádio e incentivar a equipe.

Vencer ou vencer

Se o ponto conquistado em Crissiumal foi de extrema importância para o Inter-SM diante do Tupi, a vitória passa a ser obrigatória diante do Riopardense, no domingo, na casa do adversário. Qualquer outro resultado não vai servir às pretensões do time de Badico. O Riopardense acumula 12 derrotas na competição. É a pior campanha, com o ataque menos efetivo (5 gols marcados) e a defesa mais vazada (40 gols sofridos). Evidente que nenhum time ganha na véspera, até porque “o jogo é jogado”. No entanto, o Inter-SM é um time mais organizado, tem valores individuais de qualidade e faz um campeonato para ascender ao grupo de elite. Seria uma tragédia perder ou empatar com o Riopardense.

Rapidinhas

Meia Chiquinho jogou demais na vitória do Riograndense sobre o Nova Prata. A atuação coletiva do time foi muito boa.

Zagueiro Reinaldo vai disputar a Série C do Brasileiro pelo Águia, de Marabá (PA).  Acordo prévio fez Riograndense liberar o jogador.

Grupo de jogadores do Inter-SM mostrou força e hombridade em Crissiumal. Méritos também vão para o técnico Badico.

Batalha campal, após o jogo em Crissiumal, não contribui em nada com o futebol do interior gaúcho.

Júlio Cesar e Romário, no Riograndense. Yai e Goico, no Inter-SM. Quatro goleiros com bom rendimento na Divisão de Acesso.

Santa Cruz já acumula oito jogos consecutivos sem vitória na Divisão de Acesso. A urucubaca segue no Galo.

O Tupi, patinho feio da Divisão de Acesso, tem a melhor campanha do 2º turno: 10 pontos em 4 jogos.

Cerâmica goleou Brasil-Far e Glória em casa e subiu na tabela. Tem o dedo do técnico Hélio Vieira.

Panambi fez quatro no Riopardense. Foi a primeira vitória do time da Cidade das Máquinas no 2º turno.

Se terminasse hoje o 2º turno, as quartas de final seriam: Tupi x Cerâmica, Ypiranga x Santo Ângelo, Inter-SM x Nova Prata e Brasil-Far x União Frederiquense.

Riograndense estaria fora das quartas de final pelo saldo de gols (-1 contra +5 do Cerâmica). Goleada sofrida em Marau foi prejudicial. Por isso, ganhar do time de Gravataí no domingo é fundamental.

Em princípio, todos os jogos da 6ª rodada estão marcados para o feriado de 1º de maio, às 15h30min.

O Inter-SM vai receber o Avenida. Já o Riograndense viaja até Vacaria para pegar o Glória.

Nível da arbitragem da Divisão de Acesso do futebol gaúcho está aquém do esperado. A maioria dos árbitros adota critérios diferentes, tem falhas técnicas e não coíbe a violência.

A frase – “Futebol é muito simples: quem tem a bola, ataca; quem não tem, defende” (Neném Prancha).

Som da coluna – Minha dica é Bola dividida, com Luiz Ayrão. Clique aqui e ouça a canção.

gilson piberGilson Piber é jornalista concursado da UFSM, radialista e professor do curso de Jornalismo da Unifra. Comentarista esportivo da Rádio Guarathan e doutorando em Ciências da Comunicação pela Unisinos/RS.

Notícias Relacionadas