Olho No Lance e a frustração geral dos santa-marienses

banner Olho No LanceFrustração geral

A eliminação do Riograndense da Divisão de Acesso 2014 passou pelo mau desempenho da equipe no jogo de volta contra o Avenida. O time começou bem, fez 1 a 0, mas depois sofreu a virada em dois gols de falhas defensivas e caiu de produção. Soma-se a isso, a boa atuação do adversário, que marcou as principais peças do periquito e depois administrou o resultado. Foi a pior partida tecnicamente que vi do Riograndense nos Eucaliptos nesta temporada. A equipe exagerou nos passes errados e na ligação direta. Ficou nervosa e insegura nos momentos decisivos. Não faltou empenho aos jogadores, mas o time jogou aquém do esperado. Na decisão da vaga às semifinais por pênaltis, duas cobranças desperdiçadas e o sonho de ir adiante no campeonato colocado por terra. O ótimo público que foi ao Estádio dos Eucaliptos saiu frustrado com a eliminação periquita. A exemplo do que fez contra o Inter-SM, o Avenida tirou o Riograndense da disputa. O clube de Santa Cruz foi o algoz da dupla Rio-Nal. Resta à diretoria, agora, analisar os acertos e os equívocos da temporada, bem como planejar o ano de 2015. Manter a base do time e agregar novos valores é um bom caminho. Pelo que se ouviu após o jogo, o clube dificilmente vai disputar a Copa FGF no segundo semestre.

 Rapidinhas

Riograndense foi eliminado nas quartas de final do 2º turno da Divisão de Acesso.

Inter-SM foi eliminado na semifinal do 1º turno da Divisão de Acesso.

Infelizmente, a dupla Rio-Nal segue na Divisão de Acesso em 2015.

Ganha nos pênaltis quem é mais competente nas cobranças e tem mais equilíbrio emocional. Não tem essa história de loteria e sorte.

Laterais Taffarel e Juca, e o volante Geison fizeram falta no jogo contra o Avenida, apesar da disposição dos que atuaram em seus lugares.

Na pessoa do presidente Dilson Siqueira, saúdo toda a diretoria periquita pelo trabalho realizado.

O mesmo vale para a comissão técnica, na pessoa do técnico Luciano Corrêa.

Entre os jogadores, a saudação ao grupo vai através do volante Gudi e do goleador Jajá. Perder ou ganhar faz parte do futebol.

Muitas mulheres e crianças foram torcer pelo Gandense em pleno Dia das Mães.

Foi muito doloroso para os periquitos ver o time eliminado nos pênaltis e em casa. Muita gente chorou.

União Frederiquense, após novo empate em 1 a 1, em casa, eliminou o Ypiranga nos pênaltis. Parabéns ao técnico Rodrigo Bandeira e ao grupo de jogadores.

Brasil-Far perdeu para o Tupy, por 3 a 2, em Crissiumal, mas ficou com a vaga. Técnico Suca mostra que seu time é de chegada.

Cerâmica humilhou o Santo Ângelo, ao aplicar 7 a 1 em Gravataí. Time de Hélio Vieira motivado para a semifinal.

Técnico Tonho Gil, desprezado pelo Santa Cruz, deu a volta por cima no rival Avenida.

Brasil-Far x Avenida, na quarta (14), e Cerâmica x União Frederiquense, na quinta (15), fazem os confrontos de ida das semifinais do 2º turno.

O Ypiranga, campeão do 1º turno, vai aguardar o vencedor do 2° turno para decidir o título da Divisão de Acesso 2014.

Brasil-Far segue na luta pelo título do 2º turno, para garantir a classificação direta. Mas, se for eliminado antes, aguarda o vice-campeão para disputar a 3º vaga.

A frase – “O pênalti é tão importante que devia ser cobrado pelo presidente do clube” (Neném Prancha).

Som da coluna – Minha dica é Pintura sem arte, com Candeia. Clique aqui e ouça a canção.

Agradeço aos amigos e colegas do EsporteSUL e aos leitores do site. Volto na Divisão de Acesso de 2015. Fraterno abraço a todos.

gilson piberGilson Piber é jornalista concursado da UFSM, radialista e professor do curso de Jornalismo da Unifra. Comentarista esportivo da Rádio Guarathan e doutorando em Ciências da Comunicação pela Unisinos/RS.

Notícias Relacionadas