O Clássico Rio-Nal e a abertura da Divisão de Acesso

banner Olho No Lance

O Rio-Nal 262

O Rio-Nal 262 promete uma disputa acirrada na abertura da Divisão de Acesso 2015 do futebol gaúcho, no domingo, às 16h, no Estádio Presidente Vargas. Evidente que as duas equipes não estão prontas, até porque vêm de uma pré-temporada e vão disputar o primeiro jogo oficial. Se não bastasse isso, os técnicos Ricardo Attolini e Luciano Corrêa têm desfalques para armarem as suas equipes. Na teoria, ambos vão adotar a composição tática do 4-2-3-1, com dois laterais e dois zagueiros, dois volantes de contenção no meio-de-campo e três jogadores nas meias, um pelo lado direito, outro centralizado e um pelo lado esquerdo, além de um atacante de referência.  Se vai dar certo no jogo, tudo dependerá das funções exercidas pelos jogadores dos dois times. O certo é que não vão faltar vontade, garra e pegada, ingredientes fundamentais na busca por um resultado positivo. Desta forma, apontar um favorito é um exagero neste momento.

O torcedor

Os técnicos do Inter-SM, Ricardo Attolini, e do Riograndense, Luciano Corrêa, têm pedido nas entrevistas uma presença forte do torcedor nos jogos da dupla Rio-Nal para incentivar os jogadores e meter pressão nos adversários. Eles têm razão, afinal, o incentivo vindo das arquibancadas é um combustível extra para quem está dentro de campo. Agora, os torcedores alvirrubros e periquitos terão de ter paciência, também, neste começo de Divisão de Acesso, já que, tática, técnica e fisicamente, os dois times ainda estão aquém das melhores condições. Um trabalho precisa de tempo e entrosamento para surtir resultados positivos.

As diretorias

Não é fácil fazer futebol, principalmente no interior do Rio Grande do Sul. Nesta Divisão de Acesso, 15 times vão lutar por uma única vaga para o grupo de elite de 2016. É um desaforo para quem investe e busca ascender, mas os clubes aceitaram a proposta da FGF. Já a fórmula de disputa até me agrada, com as duas chaves iniciais, os dois pentagonais na etapa seguinte e o quadrangular final para apontar o campeão. Tudo com turno e returno. No momento, vejo 2015 como o ano de Inter-SM e Riograndense “arrumarem a casa”, com uma gestão mais profissional e apoiada em conselheiros, apoiadores e patrocinadores. O Inter-SM busca saldar dívidas trabalhistas, enquanto o Riograndense reformula a sua gestão. Ambos sem esquecer do futebol, o produto principal. Assim, Heriberto Marquetto e Lisete Frohlich, bem como seus colaboradores, já são vencedores.

Rapidinhas

Márcio Heberle Castelli apita o Rio-Nal 262, no domingo, às 16h, no Estádio Presidente Vargas. Ele vai ter, como auxiliares, Luiz Euclides Castiglione e Maíra Mastella Moreira.

Dispensa do trio Willian Paulista, Gabriel e Dinei foi a “bomba” do Riograndese na sexta-feira. A causa, segundo a direção, foi uma discussão com o técnico Luciano Corrêa. Perdem todos.

Parabéns para os membros da Associação Avante Alvirrubro e da Diretoria Jovem do Riograndense pela campanha de promoção do Rio-Nal. Com o slogan “Adversário não é inimigo. Rivais só em campo. Paz no futebol!”, as duas entidades valorizam ainda mais o clássico de domingo.

A Divisão de Acesso começa neste sábado, dia 28 de fevereiro, com dois jogos: em Vacaria, às 19h, tem Glória x Santo Ângelo, em Nova Prata, às 18h30min, o Nova Prata pega o São Luiz.

No domingo, 1º de março, além do Rio-Nal, às 16h, a rodada marca Tupi x Brasil-Far, em Crissiumal, Esportivo x Panambi, em Bento Gonçalves, e São Gabriel x Rio Grande, em São Gabriel.

A 1ª rodada será concluída com Pelotas x Guarani-VA, na quarta, dia 4 de março, em Pelotas. O Santa Cruz folga na rodada inaugural.

O santa-mariense Diogo Giacomini está cotado para trabalhar na base da Seleção Brasileira de futebol. Ele levou o Palmeiras até as semifinais da Taça São Paulo no começo deste ano e, atualmente, treina o time sub-17 do Cruzeiro (MG).

O editor do site Esporte Sul, jornalista Diogo Viedo, e este colunista foram ouvidos pelo colega Pedro Pavan, do DSM, para a reportagem “Por que Santa Maria deve torcer para a dupla Rio-Nal?” Clique aqui, leia e veja o vídeo com o material.

O Gre-Nal 404, no domingo, às 18h30min, no Beira-Rio, vai ter Jean Pierre Gonçalves Lima no apito, auxiliado por Rafael da Silva Alves e Marcelo Bertanha Barison.

A frase – “Se todas as batalhas dos homens se dessem apenas nos campos de futebol, quão belas seriam as guerras” (Augusto Branco).

Som da coluna – Minha dica é Já fui aprendiz, com Reinaldo e Netinho. Clique aqui e ouça a canção.

gilson piberGilson Piber é jornalista concursado da UFSM, radialista e professor do curso de Jornalismo da Unifra. Comentarista esportivo da Rádio Guarathan e doutorando em Ciências da Comunicação pela Unisinos/RS.

Notícias Relacionadas