Olho no Lance: Superioridade total

banner Olho No Lance

Superioridade total

O Inter-SM aplicou 3 a 0 no Riograndense com muita autoridade. Foi sempre superior no jogo que marcou, para ambos, a abertura da Divisão de Acesso 2015 do futebol gaúcho, neste domingo, no Estádio Presidente Vargas. Tecnicamente, a partida foi melhor na etapa inicial. O time de Ricardo Attolini marcou e atacou melhor, teve mais disposição e organização tática. No segundo tempo, o Riograndense teve mais posse de bola, mas foi inoperante ofensivamente e deixou a desejar pela fraca atuação. Foi uma arrancada perfeita para a equipe alvirrubra na competição, mesmo sem contar com todo o grupo à disposição.

Rendimento fraco

O Riograndense frustrou os mais de 600 torcedores que foram ao Rio-Nal 262. O time de Luciano Corrêa deu espaço ao adversário, errou muitos passes e não teve articulação nem força ofensiva. O rendimento da equipe ficou aquém do esperado. O atacante Tiago Duarte foi sacrificado, sem a parceria ideal na frente. Cabe à diretoria do Periquito, em conversa com a comissão técnica, avaliar as carências do time e reforçar o elenco. Tudo para não correr riscos de não ir ao pentagonal da 2ª fase. Não é terra arrasada, mas é preciso ficar atento para não repetir os erros cometidos no clássico.

Rapidinhas

O meia-atacante Vainer, do Inter-SM, que entrou ainda no 1º tempo, foi o craque do jogo. A escolha da equipe da Rádio Guarathan contou com o voto de desempate do editor do Esporte Sul, jornalista Diogo Viedo.

Eu votei no atacante Rodrigão, pelo gol de pênalti e, principalmente, pela movimentação em campo. Não fica fixo na frente, cai para os lados e tenta o drible. Bom reforço do Inter-SM.

O Inter-SM alugou o lado esquerdo defensivo do Riograndense na etapa inicial. Por lá, criou as principais oportunidades e abriu a vantagem.

Goleiro Bastos, lateral Taffarel, zagueiro Valdemar, volantes Alemão e Marcus também tiveram atuação destacada na vitória alvirrubra.

Meia Maicon Sapucaia, ao ser expulso numa discussão com Alex Xavier quando seria substituído, colocou por terra a boa atuação no Rio-Nal. Prejudicou o time alvirrubro naquele momento e não atua no jogo em Venâncio Aires.

O atacante Tiago Duarte é mais útil jogando pelos lados no time do Riograndense. Clube precisa contratar, urgentemente, um centroavante de carteirinha.

David e Dudu Lima foram as poucas peças periquitas com rendimento satisfatório no clássico.

Pelas informações, mais de quatro mil torcedores assistiram ao clássico Rio-Nal. Torcedor de Santa Maria gosta de futebol.

Atuação muito boa do trio de arbitragem – Márcio Castelli, Luiz Castiglione e Maíra Moreira – no clássico. Parabéns.

Agora, em 262 Rio-Nais, são 111 vitórias do Riograndense, 91 do Inter-SM e 60 empates.

São Gabriel fez 3 a 0 no Rio Grande e também largou bem na Divisão de Acesso. Olho na equipe do técnico Gelson Conte.

Glória ganhou, em casa, do Santo Ângelo, por 2 a 0, e começou com vitória a competição. Teve gol do interminável Alê Menezes.

São Luiz, Brasil-Far e Panambi obtiveram um ponto fora de casa, diante, respectivamente, de Nova Prata, Tupi e Esportivo.

Inter-SM volta a jogar no próximo domingo, em Venâncio Aires, contra o Guarani.

Riograndense só volta a atuar no dia 11 de março, quando recebe o Santa Cruz. Até lá, um bom tempo para curar as feridas da derrota no Rio-Nal 262 e trabalhar.

Gostei do Gre-Nal 404. Grêmio melhor no primeiro tempo e Inter-PA mais time na etapa final. Empate foi justo. A torcida mista teve nota 10.

 gilson piberGilson Piber é jornalista concursado da UFSM, radialista e professor do curso de Jornalismo da Unifra. Comentarista esportivo da Rádio Guarathan e doutorando em Ciências da Comunicação pela Unisinos/RS.

Notícias Relacionadas