Presidente da FIFA, Joseph Blatter, cede às pressões e anuncia renúncia

O suíço Joseph Blatter renunciou ao cargo de presidente da Fifa nesta terça-feira. Em um rápido pronunciamento proferido em francês, realizado na sede da entidade, em Zurique, o dirigente ainda anunciou a realização de novas eleições para escolher seu sucessor.

Blatter, 79 anos, está sob suspeita em meio ao escândalo de corrupção envolvendo altos dirigentes do futebol internacional. A renúncia foi surpreendente, já que o suíço chegou a jurar inocência e atacou a Justiça dos Estados Unidos, responsável pelas investigações que culminaram com uma série de prisões, entre elas a do brasileiro José Maria Marin.

– Embora tenha sido reeleito pelos membros da Fifa, sinto que não conto com o apoio do mundo do futebol, dos fãs, dos jogadores, dos clubes, das pessoas que vivem, respiram e amam o futebol tanto quanto nós, da Fifa. – Declarou Blatter ao anunciar sua renúncia.

2617759_full-lnd

Sob suspeita e forte pressão, Blatter entregou cargo e anuncoua novas eleições na entidade máxima do futebol mundial. (Foto: AFP)

O próximo congresso da Fifa seria realizado em maio, na Cidade do México. Para apressar o processo de sucessão, no entanto, Blatter deseja a convocação de uma reunião extraordinária, o que deve ocorrer entre dezembro de 2015 e março de 2016. Até a realização do evento, ele permanecerá no exercício de suas funções.Blatter sucedeu o brasileiro João Havelange, também envolvido em denúncias de corrupção, em 1998. Desde então, foi reeleito quatro vezes, mas resolveu abdicar em meio ao escândalo escancarado na última semana – Jerome Valcke, secretário-geral da Fifa e braço direito do presidente, é investigado por suborno na escolha da sede da Copa do Mundo 2010.

Sem a pretensão de estender seu mandato, Blatter promete trabalhar pela implementação de medidas de transparência na Fifa. Após um período de 17 anos no poder, ele falou em limitar o mandato do presidente e dos integrantes do Comitê Executivo da entidade.

– O Comitê Executivo inclui representantes de confederações sobre as quais não temos controle, mas por cujas ações a Fifa é considerada responsável. Precisamos de mudanças estruturais profundas. O tamanho do Comitê Executivo deve ser reduzido e os membros devem ser eleitos pelo Congresso da Fifa. – Afirmou.

A escolha do próximo presidente e a implementação das reformas administrativas que Joseph Blatter prometeu serão supervisionadas por Domenico Scala, também suíço, responsável pelo Comitê de Auditoria da Fifa.

Por Bruno Tech, via Gazeta Press, em 02/06/2015

Notícias Relacionadas