Após boa campanha à frente do Juventude B, técnico Tiago Nunes assume novo desafio na carreira

A trajetória de um ano e seis meses no comando do time sub-20 do Juventude chegou ao fim para o técnico Tiago Nunes. Depois de treinar as equipes profissionais de Riograndense, União Frederiquense e Grêmio Bagé em 2012, o santa-mariense de 35 anos, formado em Educação Física pela UFSM e pós-graduado pela Unijuí, acertou sua ida para o Brasília Futebol Clube (DF).

Na capital federal, o técnico, que deixa o time B do clube gaúcho invicto na Copa Valmir Louruz, vai coordenar um projeto que também engloba a base, junto com José Carlos Brunoro, ex-dirigente do Juventude na época da Parmalat.

Santa-mariense Tiago Nunes é campeão da Copa Serrana à frente do Juventude

Santa-mariense Tiago Nunes é confirmado como treinador do Juventude nas competições profissionais do segundo semestre

Técnico Tiago Nunes deixa as categorias de base do Grêmio para treinar sub-20 do Juventude

Tiago Nunes chegou em Caxias do Sul em fevereiro de 2014, após oito meses à frente do time sub-15 do Grêmio, onde conquistou o título da Copa FGF da categoria. Pelo Alviverde da Serra, Nunes foi campeão da Copa Serrana com a equipe profissional no torneio disputado no segundo semestre do último ano, quando também foi o responsável pelo grupo que participou da Copa Federação Gaúcha de Futebol (FGF). Nesta temporada, foi vice-campeão gaúcho de juniores, quando o Ju perdeu a decisão para o Inter.

Técnico Tiago Nunes comemora a conquista da Copa Serrana de 2014. Foto: Divulgação/E. C. Juventude

Técnico Tiago Nunes comemora a conquista da Copa Serrana de 2014. Foto: Divulgação/E. C. Juventude

– Qualquer frase que eu possa iniciar necessariamente deverá conter a palavra obrigado. Esse é o sentimento após quase dois anos de trabalhos desenvolvidos junto ao Esporte Clube Juventude. Os resultados de campo aconteceram, mas muito mais importante que qualquer resultado, ficam as relações de parceria e amizade construídas, a confiança conquistada e o aprendizado adquirido nessa estrada de mão dupla. Ontem (quinta) me desliguei do clube, com o sentimento de saudade e a certeza que no futebol não existe adeus, apenas até logo. Torcedores, funcionários, dirigentes, comissão técnica e fundamentalmente atletas, em meu nome e de minha família, meus sinceros agradecimentos pelas pontes que construímos. – agradeceu ele em seu página em uma rede social.

Embora jovem, o ex-jogador das categorias de base do Riograndense já soma na carreira de técnico profissional, além da conquista da Copa Serrana (2014), um título de campeão estadual, conquistado com o Rio Branco, do Acre, em 2010. Como preparador físico, sagrou-se também campeão mato-grossense, com o Luverdense, em 2009; vice-campeão maranhense, com o Bacabal, em 2007; campeão gaúcho da segunda divisão, com o São Luiz, de Ijuí, em 2005, e terceiro colocado na segunda divisão do Campeonato Catarinense, com o Camponovense, em 2003. Em categorias de base, acumula um título da Copa FGF sub-15 pelo Grêmio, em 2013, e o vice gaúcho (sub-20) de 2015.

Por Diogo Viedo, em 12/09/2015.

Notícias Relacionadas