Equipe santa-mariense termina Formula SAE Brasil entre os dez melhores do país

Vice-campeão nas edições 2012 e 2014 da Formula SAE Brasil, resultados que levou a equipe ao Mundial, disputado em Lincoln, no estado norte-americano de Nebraska, os santa-marienses da Formula UFSM voltaram a Piracicaba (SP), para a disputa da 12ª Competição SAE Brasil – Petrobras de FORMULA SAE,entre os dias primeiro e quatro de outubro, que reuniu mais de 50 equipes, nas categorias combustão e elétrico, e conquistaram o 8º lugar.

Entre os dias primeiro e quatro de outubro estivemos envolvidos na 12º Formula SAE Brasil, evento que reuniu mais de 50 equipes entre as categorias combustão e elétrico. Desde o primeiro dia de competição pudemos perceber um grande avanço no nível geral da competição, tendo mais equipes no paddock e projetos cada vez melhores e mais inovadores.

Representada com o protótipo Silver, segundo do ano de 2015, que contou com diversas melhorias em relação ao protótipo anterior, além de uma grande redução de massa, o desempenho do novo carro classificou a equipe para o Design Finals, feito inédito até então.

Mesmo com pouco tempo de testes, e após enfrentar dificuldades na prova de frenagem, o que prejudicou a pontuação nos quesitos Aceleração e Skid-pad, o time liderado pelo professor Mario Martins, superou os problemas e conseguiu levar o protótipo para a prova de Autocross, conquistando o 7º melhor tempo, resultado considerado excelente para um carro que não havia sido testado em pista.

No domingo, dia da última e mais valiosa prova em termos de pontuação, o Enduro, o carro andou em um ritmo excelente, até que na troca dos pilotos uma sucessão de pequenos problemas impossibilitaram o piloto de conseguir dar a partida no protótipo, assim perdendo qualquer chance de título que ainda restava na competição.

Com isso, o grupo de engenheiros voltou para Santa Maria com o 8º lugar na classificação geral, resultado que deixa a Formula SAE de fora da próxima competição internacional, que leva os dois melhores aos Estados Unidos.

– Destoa do que estávamos esperando, mas se justifica pela ausência provas que somam mais de metade dos pontos da competição. – manifesta a equipe em nota publicada no site oficial da Formula UFSM.

Equipe da UFSM com o protótipo Silver. Foto: Divulgação/Formula UFSM

Equipe da UFSM com o protótipo Silver. Foto: Divulgação/Formula UFSM

Por Diogo Viedo, Formula UFSM, em 08/10/2015.

 

Notícias Relacionadas