Brasil-PE vence Fortaleza e está a um empate da Série B do Brasileirão

O Brasil contou com um fator pra lá de especial na tarde deste sábado (10): a ampliação do estádio Bento Freitas. E com o Caldeirão lotado, o time do técnico Rogério Zimmermann deu um passo importante na busca do tão sonhado acesso à Série B do Brasileiro. A vitória por 1 a 0 sobre o Fortaleza coloca o Brasil com a possibilidade de até empatar no Ceará para ficar com a vaga na segunda divisão nacional. Cleverson, no final da primeira etapa, marcou o gol que enlouqueceu a torcida xavante. O jogo da volta será no próximo sábado (17), às 16h, na Arena Castelão, em Fortaleza.

Com um árbitro da Fifa no comando da partida – Héber Roberto Lopes – a bola rolou no Bento Freitas e de cara sabia-se que seria um grande jogo. E o Brasil tratou logo de tomar as iniciativas. No primeiro minuto, Xaro fez um perigoso cruzamento e Ricardo Berna fez importante defesa. Aos 8, Diogo Oliveira tentou chute de fora da área, mas sem sucesso. Xaro cobrou falta da direita, aos 19, Teco subiu alto e cabeceou para fora.

Aos 40, em contra ataque rápido, Diogo Oliveira lançou Cléverson, que escorou para o cruzamento de Xaro. O lateral botou a bola na cabeça de Nena, que subiu alto e cabeceou com categoria. Ricardo Berna já estava vencido na jogada, mas a bola caprichosamente beijou o bico da trave esquerda do goleiro cearense, que, no rebote, ficou com a bola. Era o prenúncio de que o gol viria.

Cleverson marcou o gol xavante no final do primeiro tempo e deixou o time gaúcho a um empate da Série B de 2016. Foto: Jonathan Silva

Cleverson marcou o gol xavante no final do primeiro tempo e deixou o time gaúcho a um empate da Série B de 2016. Foto: Jonathan Silva

E ele veio três minutos depois. Escanteio pela esquerda, Galiardo cobrou para o meio da área, Leandro Camilo desviou de cabeça e Cléverson, na pequena área, dominou a bola e deu um leve toque sobre o goleiro Ricardo Berna. A bola balançou as redes e o Caldeirão rubro-negro sacudiu. Festa no Bento Freitas: Brasil 1 a 0.

A chuva chegou no segundo tempo e quase o segundo gol, também. Aos 17, Diogo Oliveira invadiu a área, foi derrubado e o pênalti não marcado. Aos 28, Márcio Hahn, em duas tentativas, quase ampliou o marcador. Aos 38, um lance que deixou os torcedores com o grito de gol preso na garganta. Xaro cruzou e Nena, na segunda trave, subiu alto e cabeceou, mas a bola tomou o rumo esquerdo do gol de Berna e não balançou as redes. No último lance de perigo da partida, um lateral cobrado para a área, Gustavo Papa dominou no peito e mandou uma bomba de voleio, que Ricardo Berna fez um milagre e evitou que a vitória Xavante fosse maior.

Agora, o Brasil viaja até o Ceará para, no próximo sábado (17), às 16h, na Arena Castelão, enfrentar esse mesmo Fortaleza, no segundo e decisivo jogo da quarta de final da Série C. Se vencer ou empatar, o Brasil estará classificado à Série B. Derrota por 1 a 0 leva o jogo aos pênaltis, e derrota por um gol de diferença, desde que o time do técnico Rogério Zimmermann marque gols dá, também, a vantagem ao rubro-negro de Pelotas.

FICHA TÉCNICA

CAMPEONATO BRASILEIRO – SÉRIE C 

QUARTAS DE FINAL – JOGO DE IDA

BRASIL-PE 1 X 0 FORTALEZA

BRASIL-PE: Eduardo Martini; Wender, Leandro Camilo, Teco, Xaro; Leandro Leite, Galiardo (Márcio Hahn), Jardel (Cleiton), Diogo Oliveira; Cleverson (Gustavo Papa), Nena. Técnico: Rogério Zimmermann.

FORTALEZA: Ricardo Berna; Tinga, Lima, Adalberto, Radar; Corrêa, Auremir, Everton (Thallyson), Daniel Sobralense (Pio); Maranhão (Adriano), Lúcio Maranhão. Técnico: Marcelo Chamusca.

GOL: Clverson (43” – 1T) (B).

CARTÕES AMARELOS: Jardel (B); Lúcio Maranhão (F).

ÁRBITRO: Héber Roberto Lopes

AUXILIARES: Carlos Berkenbrock e Helton Nunes.

LOCAL: Estádio Bento Freitas, Pelotas

DATA/HORA: 10/10/2015 – 16h

Por Diogo Viedo, via Assessoria GEB, em 10/10/2015.

Notícias Relacionadas