Rafael Bertagnolli termina em sexto no GP de Santa Cruz do Sul e celebra retorno ao Moto 1000 GP

O dia 25 de outubro vai ficar marcado como o dia em que Rafael Bertagnolli voltou a acelerar pelo Campeonato Brasileiro de Motovelocidade. Depois de onze meses afastados das pistas por falta de apoiadores, o piloto que nas temporadas de 2012 e 2013 colocou o nome de Santa Maria no topo da motovelocidade nacional disputou neste domingo, dia 25, a sétima e penúltima etapa do Moto 1000 GP, em Santa Cruz do Sul, mesmo palco da sua última corrida, em novembro de 2014.

Na categoria GP 600, classe em que foi campeão em 2013 e vice em 2012, Rafael Bertagnolli terminou na sexta colocação entre dezoito pilotos. Resultado que só confirma o talento do santa-mariense e o motiva ainda mais para retornar em definitivo na temporada 2016.

– Foi uma sensação muito boa retornar, fomos muito respeitados. O que construímos nesses últimos três anos foi respeitado agora. Fomos muito bem recebidos, com o apoio de todas as equipes. E foi a minha realização pessoal de andar pelo menos uma etapa esse ano. Graças a Deus deu tudo certo, os apoiadores do ano passado me ajudaram de novo e foi muito importante eu ter andando. Foi um passo muito importante para 2016. Mostramos que ainda somos competitivos para tentar montar alguma coisa no ano que vem. – Menciona Rafael Bertagnolli.

bertagnolli 1

Rafael Bertagnolli celebrou o resultado obtido no GP de Santa Cruz do Sul. Piloto tem planos de retomar atuação regular no Moto 1000 GP em 2016. (Foto: Andre Cobalchini Chacal)

Na prova deste domingo o piloto da R5 Bikes largou da oitava colocação e antes da primeira curva alcançou a terceira posição. Depois de percorrer uma volta entre os lideres, a diferença de motor segundo Rafael Bertagnolli acabou fazendo a diferença a favor dos adversários. Mesmo assim, mostrando o mesmo talento, garra e fibra que o levaram ao título de 2013, Bertagnolli se manteve entre o primeiro pelotão, terminando em sexto lugar.

– Dentro das minhas possibilidades que eu tinha neste final de semana, que era de uma moto nova, uma moto totalmente original, enfrentar pilotos de outros países que estão disputando o campeonato mundial, com motos andando muito mais que a minha, tive bastante felicidade em terminar nesta sexta posição. Fui pra lá  pensando em terminar entre os dez primeiros pilotos e terminando em sexto para mim foi o primeiro. – Comemora o pilota santa-mariense.

Com a meta da temporada 2015 cumprida em grande estilo, que era participar ao menos uma etapa do Campeonato Brasileiro de Motovelocidade, Rafael Bertagnolli já volta as atenção e planos para o seu retorno em 2016.

– Já estou procurando ajuda para o ano que vem, montando moto, fazendo todos os planos para que no final de abril de 2016 esteja participando da primeira etapa do Moto 1000 GP em Curitiba. Estou com bastante esperança de participar de novo. Hoje o nível da categoria está muito mais alto, muito mais competitivo, mas acredito que com um treino forte conseguiremos nos adequar novamente a categoria. – Diz Bertagnolli.

Por Bruno Tech, em 25/10/2015

Notícias Relacionadas