Estreante, santa-mariense leva quatro títulos gaúchos e três brasileiros de Esportes de Força

Santa-mariense de 23 anos ficou com seis medalhas e um troféu nos campeonatos realizados no último sábado (23/07). Foto: Arquivo pessoal

Santa-mariense de 23 anos ficou com seis medalhas e um troféu nos campeonatos realizados no último sábado (23/07). Foto: Arquivo pessoal

Além dos 14 títulos obtidos por Eugênio Moreira, André Brasil, Vanessa Brasil e Altemir Fontoura, outro santa-mariense também se destacou no XVII Campeonato Gaúcho de Esporte de Força (CBEF) e X Brasileiro Pré-Mundial de Esporte de Força (LGF) – WNPF, disputados no último final de semana, em Caxias do Sul (RS).

O estreante Lucas Maxwell de Sá Silveira, de 23 anos, que treina desde abril e participou das duas competições sem representar nenhuma equipe, venceu as provas nas sete categorias inscritas de Levantamento Terra. Pelas categorias Júnior RAW 82,5 kg, Lucas garantiu quatro conquistas com os títulos de campeão gaúcho e brasileiro entre estreantes e normal. Já no torneio Lifetime RAW 82,5 kg, mais três primeiros lugares. Campeão gaúcho nas categorias entreantes e normal, além do título brasileiro entre os atletas estreantes.

Com a marca de 252,5 kg levantados, Lucas coroou sua primeira participação em competições de esportes de força com a quebra de dois recordes estaduais e um nacional na disputa Lifetime.

– Mais importante que bater recordes, eu venci meus próprios limites. Eu fui mais para conhecer o esporte, para saber como eu poderia ir em relação aos outros. Não fui esperando ganhar, até me surpreendi quando consegui levantar um pesado maior do que eu esperava. Agora meu treinamento vai ser bem mais voltado para força explosiva e vamos ver se consigo trazer algo mais para Santa Maria, talvez até mesmo fora do país. – projeta Lucas, que já se juntará à Equipe Santa Maria para sessões de treinamentos em conjunto.

– Conheci eles (Equipe Santa Maria) lá em Caxias do Sul e já combinei um primeiro treino com o Eugênio já nesta sexta. Vamos tentar nos unir. – aponta.

Por Diogo Viedo, em 27/07/2016.

Notícias Relacionadas