Lídia Albuquerque é bicampeã de xadrez nos Jogos Escolares do Rio Grande do Sul

Os jovens xadrezistas santa-marienses seguem representando muito bem o coração do Rio Grande no cenário Gaúcho do xadrez. Já com um histórico recente repleto de conquistas e bons resultados, Lídia Albuquerque, 15 anos, Samuel Silva, 13, e Gustavo Martins, 17 anos de idade, estiveram em Osório neste domingo, 7 de agosto, para a disputa das finais dos Jogos Escolares do Rio Grande do Sul 2016 (JERGS) e o resultado foi extremamente satisfatório: Além do segundo título de Lídia Albuquerque, que já havia vencido no ano passado, Samuel e Gustavo também seguiram honrando o nome de Santa Maria, com um quinto e um quarto lugar, respectivamente.

Em três dias de disputa, as finais de xadrez dos Jogos Escolares do Rio Grande do Sul 2016 tiveram a fórmula suíça de disputa, isto é, cada finalista disputava cinco partidas dentro de suas respectivas categorias e quem vencesse mais vezes, sagrava-se campeão. Lídia, que estuda na escola Tiradentes, esteve simplesmente impecável na grande final: Com 4 vitórias e um empate, conseguiu o título invicta na categoria Juvenil e trouxe de Osório mais uma conquista para o seu já vitorioso histórico: Além de também ter vencido o JERGS em 2015 na categoria infantil, a jovem também é bicampeã dos Jogos Escolares de Santa Maria (JESMA) e também já representou o estado nos Jogos Escolares da Juventude, realizados no ano passado. Com o título, Lídia garantiu lugar no Campeonato Brasileiro de Xadrez Escolar que ocorre em Setembro, na Paraíba.

Gustavo e Samuel nas categorias Juvenil e Infantil, respectivamente, saíram da final com quatro vitórias e uma derrota e por muito pouco não conseguiram um lugar entre os três melhores do campeonato. A exemplo de Lídia, Gustavo Martins, do Colégio Militar  também venceu o JERGS do ano passado e é bicampeão de xadrez no JESMA. Samuel, da Escola Sérgio Lopes, aonde aprendeu a jogar xadrez nas aulas de Educação Física, com o professor e também tio da campeã Lídia, Eduardo Albuquerque, estreou nas finais com uma derrota, mas teve uma recuperação impressionante, conseguindo quatro vitórias nas demais partidas.

O título não veio, mas a trajetória e história de Samuel Silva no xadrez é de encher os olhos. Mesmo tendo aprendido a jogar a apenas dois anos, com apenas 2 meses de prática, o garoto da Escola Sérgio Lópes já havia sido o terceiro melhor geral do JERGS 2015, além de ter obtido títulos de algumas etapas municipais dos Jogos Escolares e o quinto lugar deste ano serviu para coroar ainda mais o seu trabalho e o confirmar como uma das grandes revelações do xadrez santa-mariense e gaúcho.

Com quatro vitórias e um empate, Lídia Albuquerque sagrou-se bicampeã do JERGS no xadrez. (Foto: Arquivo Pessoal)

Com quatro vitórias e um empate, Lídia Albuquerque sagrou-se bicampeã do JERGS no xadrez. (Foto: Arquivo Pessoal)

Por Gabriel Pfeifer, em 9/08/2016

 

Notícias Relacionadas