Santa-mariense Diogo Giacomini assume mais uma vez o comando do time principal do Atlético (MG)

Após a derrota por 3 a 1 para o Grêmio diante de 50 mil torcedores na primeira partida da final da Copa do Brasil, o Atlético (MG) anunciou no início da tarde desta quinta (24/11) a demissão do técnico Marcelo Oliveira. E, conforme a diretoria do Galo, quem assume, pelo menos de forma interina, é o santa-mariense Diogo Giacomini.

Já na tarde desta quinta, Diogo comandou o trabalho do grupo atleticano, que se reapresentou na Cidade do Galo, iniciando a preparação para o jogo contra o São Paulo, pela 37ª e penúltima rodada do Campeonato Brasileiro.

Digo Giacomini dirigirá o time atleticano nos três últimos jogos da temporada, contra São Paulo, Grêmio e Chapecoense.

Diogo assumiu a equipe na tarde desta quinta ao lado do auxiliar Vladimir Freitas. Foto Divulgação/CAM

Diogo assumiu a equipe na tarde desta quinta ao lado do auxiliar Vladimir Freitas. Foto Divulgação CAM

Técnico tem prestígio no clube

Longe de sua terra natal há mais de uma década, o professor de Educação Física de 37 anos, formado pela UFSM, e que iniciou a carreira no Inter-SM no final da década de 90, se transferiu logo depois para Minas Gerais, onde atuou por 10 anos nos três grandes clubes do estado (América, Cruzeiro e Atlético), antes de assumir o  sub-20 do Palmeiras. Em maio de 2015, voltou ao Galo após deixar o Verdão. No clube paulista, foi vice-campeão brasileiro sub-20 em 2013.

Especialista e mestre em Treinamento Esportivo pela UFMG, esta é a segunda passagem de Giacomini pelo clube. Antes do título conquistado neste domingo, Diogo levou o júnior do Galo à semifinal da Copa do Brasil sub-20 na última temporada e comandou o time profissional nas duas últimas rodadas do Brasileirão 2015, após a saída de Levir Culpi, com uma derrota (2 a 1 para o Grêmio), e uma vitória (3 a 0 sobre a Chapecoense), que garantiu o vice-campeonato e a vaga direta na Copa Libertadores da América ao alvinegro de Minas. No comando da equipe sub-20, levou o Galo ao título do Torneio de Terborg, disputado na Holanda, em maio.

Na primeira passagem pela Cidade do Galo, entre dezembro de 2007 e abril de 2013, o treinador comandou a equipe juvenil atleticana, quando conquistou oito títulos: o tetracampeonato do Torneio Future Champions (2010/11) em Belo Horizonte e (2011/12) na África do Sul; o Torneio de Gradisca na Itália (2008), a Copa Integração sub-16 (2008) e o bi campeonato estadual (2011/12).

Por Diogo Viedo, em 24/11/2016.

Notícias Relacionadas