As derrotas do URSM na primeira e a vitória do Inter-SM na Divisão de Acesso

Ponto Final - NOVO

Derrota que ajuda a evoluir

A estreia do Universitário Rugby Santa Maria na divisão principal do rugby gaúcho sempre foi um grande sonho da equipe que, por vencer a segunda divisão, já deveria até ter acontecido em 2016, enfim, se tornou uma realidade. Mas, o duelo que entrou para a história do clube no último sábado (11/03), evidenciou que, a partir de agora, os desafios se apresentarão cada vez maiores. Perder nas três partidas por um placar dilatado para o Farrapos, campeão gaúcho das últimas sete temporada, que venceu por 88 a 0 no jogo entre as equipes principais, deve ser encarada como um grande aprendizado para a continuidade da grande história construída em oito anos por esses guerreiros. Com a criação das equipes Juvenil e Intermédia, que também passam a disputar a divisão especial, o URSM terá a capacidade de renovação necessária para encarar e ter sucesso na nova missão de se manter como um dos grandes times do estado. Os resultados desta primeira vez na elite do rugby do Rio Grande do Sul servirão como parâmetro para o crescimento que tenho a certeza que continuará acontecendo, sobretudo diante da dedicação e seriedade de todos os envolvidos nesse grande projeto que a família U vem consolidando e que representa tão bem a nossa cidade.

Vitória que anima

A primeira partida do Inter-SM em Santa Maria sob o comando de Vinicius Munhoz deu à torcida motivos para aplaudir ao final do jogo válido pela segunda rodada do grupo A. Quem foi ao Presidente Vargas viu uma atitude muito positiva do jovem grupo que defende as cores alvirrubras em 2017. Depois de sofrer um duro revés na estreia, diante do Aimoré, os quase mil torcedores viram na Baixada um time em campo uma proposta muito distante do que víamos nos últimos anos. Sem chutões e aquela cultura adotada por muitos jogadores de se livrar da bola em momentos de dificuldade do jogo, o Inter-SM de 2017 é uma equipe que busca o toque de bola, a triangulação e com jogadas objetivas, buscando a chegada à área adversária. A vitória de virada, alcançada nos minutos finais, também exaltou o bom preparo físico do grupo, que matou o Guarany-BA na corrida e acabou premiada no final. Verdade que o rival deste domingo não é um grande favorito ao acesso e será preciso muito mais para brigar por uma das duas vagas ao Gauchão 2018. Mas, pelo que pode ser visto nesta estreia em casa, o Inter-SM em 2017 é um time diferente, é um time que anima mais.

Diogo Viedo é gaúcho de São Gabriel e vive em Santa Maria desde os 17 anos. Jornalista desde 2010 e editor do EsporteSUL, é lateral-esquerdo em todas as peladas que joga e nunca assa o churrasco nas reuniões com os amigos.

 

Notícias Relacionadas