ASH e HFSM presentes em mais um Aberto de Handebol de Campo Bom

As duas principais equipes do handebol santa-mariense na atualidade encaram a partir desta sexta-feira, dia 28, a maior competição do primeiro semestre e uma das mais relevantes de 2017. Até o próximo domingo, dia 30, a cidade de Campo Bom, no Vale do Sinos, recebe as grandes forças da modalidade estadual na vigésima terceira edição do Aberto de Handebol de Campo Bom. E entre elas estão por mais um ano a Associação Santamariense de Handebol (ASH/Praxis Active Sports) e o Handebol Feminino Santa Maria (HFSM).

Ainda em processo de reformulação após troca no comando técnico e também em algumas peças do elenco para a temporada 2017, a ASH/Praxis AS possuí uma longa bagagem e um retrospecto vitorioso no Aberto de Handebol de Campo Bom. Em quatro participações a equipe contabiliza um título, em 2013, um vice-campeonato, em 2015, e a quarta colocação nas outras duas ocasiões, em 2014 e 2016. Retrospecto que se torna ainda melhor se levarmos em conta as conquistas de 2010 e 2011, quando ainda se chamava Ulbra/SM.

Embora mire a quarta conquista para Santa Maria, o técnico Lucas Machado tem cautela em projetar o Aberto, muito por conta da atual fase da ASH/Praxis AS:

– Estamos começando um trabalho novo e a grande ideia da equipe neste Aberto é fazer algumas experiências, ver como esta o nível da equipe, até onde podemos chegar. O nosso foco é a reconquista do Aberto, no tetracampeonato, mas não vai se fácil. A equipe está toda restruturada, está com um elenco bom, mas vai com alguns desfalques para esta competição. O nível do Aberto sabemos como é, todo ano vemos um crescimento no nível técnico da competição e agora não vai ser diferente. Nossa expectativa é fazer jogos bem complicado em Campo Bom. Vamos atrás do nosso melhor rendimento e quem sabe da reconquista do campeonato. – avalia Lucas Machado, técnico da ASH/Praxis AS.

ASH/Praxis AS vai atrás de mais um título do Aberto de Campo Bom. (Foto: Divulgação/ASH)

ASH/Praxis AS vai atrás de mais um título do Aberto de Campo Bom. (Foto: Divulgação/ASH)

Ao contrário da ASH/Praxis AS, o HFSM ainda busca escrever seu nome na história da tradicional competição do handebol gaúcho. Em três participações desde 2014, as damas santa-marienses nunca passaram da fase de grupos. Para quebrar esta escrita está o atual momento do HFSM, considerado a melhor fase do clube. Após encerrar o 2016 em alta, com cinco títulos conquistados, e começar o 2017 com uma intensa e forte preparação, a expectativa e manter a evolução e avançar à fase eliminatória do Aberto.

– Terminamos o 2016 em alta e neste ano temos projeções maiores para nossas competições. Vamos ao tradicional Aberto de Campo Bom com 14 atletas, sendo três de fora que vieram ajudar nossa equipe na busca de uma boa colocação. Estamos há um mês fazendo coletivos semanais com uma equipe masculina da cidade, o que força muito o preparo das nossas meninas. As equipes que vamos enfrentar são as mesmas do Estadual, então vamos colocar em prática nossos trabalhos, estudar o adversário e buscar uma premiação. É bom que as equipes estejam preparadas também, vamos com muito foco e vamos vender muito caro qualquer empate ou derrota. – salienta o auxiliar técnico do HFSM, Lucas Dias.

Com oito equipes em cada naipe, a primeira fase do Aberto de Handebol de Campo Bom prevê jogos dentro das chaves de quatro times em turno único.  Na competição masculina a ASH/Praxis AS medirá forças na primeira fase contra o Clube Cultural Canoense, de Canoas, o SATC, de Criciúma, Santa Catarina, e o Feevale, de Novo Hamburgo, todos integrantes do Grupo B.

Já na disputa feminina o HFSM também caiu no Grupo B e duela contra o Clube Canoas de Handebol, de Canoas, o LHH, de Novo Hamburgo, e o Feevale, também de Novo Hamburgo. Em ambos os naipes avançam para a fase eliminatória os dois melhores colocados de cada chave.

HFSM deseja confirmar sua evolução também no Aberto de Campo Bom. (Foto: Divulgação/HFSM)

HFSM deseja confirmar sua evolução também no Aberto de Campo Bom. (Foto: Divulgação/HFSM)

Tabela de jogos das equipes santa-marienses na primeira fase do Aberto de Handebol de Campo Bom:

ASH/PRAXIS AS

29/04 – Clube Cultural Canoense x ASH/Praxis AS
29/04 – ASH/Praxis AS x SATC/FMEC/HCIçara/AltHoff/Unesc
30/04 – ASH/Praxis AS x Universidade Feevale

HFSM

29/04 – HFSM x Clube Canoas Handebol/Ulbra
29/04 – LHH/Gush x HFSM
30/04 – HFSM x Universidade Feevale

Grupos do XXIII Aberto de Handebol de Campo Bom:

MASCULINO

Grupo A – Recreio da Juventude (Caxias do Sul), AECB (Campo Bom), UFRGS (Porto Alegre) e Clube Brilhante (Pelotas)
Grupo B – Clube Cultural Canoense (Canoas), ASH/Práxis A.S. (Santa Maria), Universidade Feevale (Novo Hamburgo) e Satc/Fmec/HC Içara (Criciúma/SC)

FEMININO

Grupo A – Apahand/UCS/Farroupilha (Caxias do Sul), Sociedade Ginástica (Novo Hamburgo), UFRGS (Porto Alegre) e AECB (Campo Bom)
Grupo B – Liga Hamburguense de Handebol (Novo Hamburgo), HFSM (Santa Maria), Clube Canoas Handebol (Canoas) e Universidade Feevale (Novo Hamburgo)

Por Bruno Tech, em 26/04/2017

Notícias Relacionadas