Com o pé esquerdo

esporte e mente

Vivemos um final de semana histórico no esporte gaúcho. Pela primeira vez na história o Grêmio estreou no Campeonato Brasileiro sem a companhia de seu maior rival. O Inter conheceu o fantasma do Drone e foi a Londrina descobrir que sua estréia na Série B seria um desfile de seus canhotos.

Com o pé esquerdo D’Alessandro, Nico Lopez e Felipe Gutierrez colocaram o Inter na liderança da competição já na primeira rodada, com seus gols e assistências. Mais do que o gols e a vitória, o time foi sólido e mesmo jogando fora de casa conseguiu impor o jogo no longo gramado do Estádio do Café.

Também com a ajuda de uma canhota (no caso de Luan), Ramiro se alçou ao posto de novo ídolo tricolor com os dois gols contra o Botafogo. E o forte grupo campeão da Copa do Brasil sai vitorioso contra outra forte equipe do futebol brasileiro.

Vencer em estreias é algo tão importante que a Alemanha de 2014 chegou a Bahia dizendo que a probabilidade de classificação para a segunda fase da competição ocorre em 91% dos casos. Com isso Inter e Grêmio podem pensar em saltos maiores na classificação final dos Brasileirões, da Série A e B.

Salto maior que também o desafio do Inter SM no próximo domingo no Presidente Vargas contra o Glória. Reverter o resultado contrário não é uma tarefa distante do potencial do forte grupo do treinador Vinicius Munhoz. A força mental e a forte capacidade de recuperação após resultados mais complicados que esse inflam o torcedor santa-mariense de esperança em busca de uma vaga na Série A do Gauchão 2018.

vinicius esporte e menteVinicius Geissler é psicólogo formado pelo Centro Universitário Franciscano e Coaching graduado pela SLAC. Atua na área esportiva desde 2013 e escreve nas horas vagas.

Notícias Relacionadas