Riograndense anuncia desistência da Segunda Divisão

Em comunicado divulgado no final da tarde desta quinta-feira (01/06) endereçado à Federação Gaúcha de Futebol (FGF), o Riograndense anunciou a desistência de continuar na disputa da Segunda Divisão.

Com apenas seis jogadores à disposição, e já sem o treinador Leonardo Ribeiro, que entregou o cargo no início da tarde, o clube ferroviário, que garantiu a vaga à segunda fase com uma arrancada de cinco vitórias no comando de Leonardo, oficializou a saída da competição, que pode levar à multa de R$ 10 até R$ 100 mil ou a suspensão por um período de até dois anos.

Estádio dos Eucaliptos não pode receber jogos e agora pode ficar dois anos sem futebol profissional. Foto: Diogo Viedo/EsporteSUL

Estádio dos Eucaliptos não pode receber jogos e agora pode ficar dois anos sem futebol profissional. Foto: Diogo Viedo/EsporteSUL

Veja o comunicado publicado na página do facebook do clube:

À Federação Gaúcha de Futebol

Departamento Profissional

O Riograndense Futebol Clube vem por meio deste ofício informar que devido a não liberação do Estádio dos Eucaliptos para realização de partidas com os portões fechados, ou outro local disponível para a realização de partidas em Santa Maria ( Não possuímos o compromisso por parte do cedente de realizar o restante dos jogos no estádio Presidente Vargas até este exato momento), pelos fatos acima citados, o Riograndense informa que infelizmente não poderá mais participar da Segunda Divisão.

José Luiz Coden

Presidente do Riograndense Futebol Clube

Antônio Valdecir Palharini

Presidente do Conselho Deliberativo

Wolmar Heringer

Vice-Presidente de Futebol

Patrono Benemérito

Cláudio Zappe

Por Diogo Viedo, em 01/06/2017.

Notícias Relacionadas