Valeu, Inter-SM!

A derrota do último sábado para o São Luiz de Ijuí pode ter parecido uma grande decepção. De fato, perder de 4 a 1 na semi-final da Divisão de Acesso seria frustrante para qualquer time. Ainda mais valendo vaga na Primeira Divisão e com cera de 400 torcedores que viajaram até a cidade do adversário para apoiar o time.

Mas saindo um pouco do calor da partida em Ijuí, e pensando com um pouco mais de frieza, foi uma grande campanha a que o Inter-SM fez esse semestre. O clube que contava com a menor folha salarial e que, para muitos, era um dos candidatos ao rebaixamento para a Terceirona, ficou entre os quatro melhores da competição, à frente de grandes clubes, como Esportivo, Glória e Pelotas.

Com isso, o Inter-SM conseguiu mostrar que futebol não se faz só com dinheiro, mas com profissionais competentes. Pessoas comprometidas e interessadas com o crescimento do clube. Mesmo com as limitações da organização, jogadores, comissão técnica e direção trabalharam de forma séria e dedicada, honrando a história desse clube que é tão importante para Santa Maria.

A diretoria fez um trabalho planejado, investindo somente o necessário, pagando dívidas e se preocupando com áreas importantes para o clube. Desde a análise de desempenho até a Assessoria de Imprensa.

A comissão técnica, comandada pelo treinador Vinícius Munhoz também fez um grande trabalho. Mesmo jovem e com poucas experiências, Munhoz se mostrou um técnico inteligente e estudioso. Ele, junto com seus auxiliares, trouxe um profissionalismo poucas vezes visto na casa alvirrubra.

Inter-SM chegou à última partida da semifinal vivo na disputa pela vaga na Série A de 2018. Foto: Bruno Tech/EsporteSUL

Inter-SM chegou à última partida da semifinal vivo na disputa pela vaga na Série A de 2018. Foto: Bruno Tech/EsporteSUL

Já os jogadores foram verdadeiros heróis. Mesmos com problemas com lesões e improvisações, não faltou entrega, determinação e talento dentro das quatro linhas. O grupo jovem demonstrou união e comprometimento e uma grande identificação com o clube, com a cidade e com a torcida.

Outra grande vitória do Inter-SM neste primeiro semestre de 2017 foi a reconstrução de um vínculo forte com o seu torcedor. Ele que, sempre que necessário, compareceu em peso ao Presidente Vargas, mostrando o quanto o time é querido e tem poder de mobilizar o povo da cidade. E o time respondeu a esse apoio de forma grandiosa, terminando o campeonato sem perder nenhuma partida em casa.

No fim das contas, o Internacional fez uma grande campanha, perdeu para o melhor time do campeonato e conseguiu o mais importante que é ser respeitado e temido pelos adversários, com um time bem treinado, organizado. Tudo isso é resultado de planejamento e trabalho, que devem deixar belos frutos para  os anos que virão.

Talvez não fosse para ser dessa vez, talvez o clube ainda precise se consolidar um pouco mais para estar na Primeira Divisão. Mas o Inter-SM demonstrou estar no caminho certo, dando alegria ao seu torcedor e trazendo de volta o bom futebol à Baixada.

João Inácio Pereira é colaborador do EsporteSUL desde 2017, tem 25 anos e nasceu em Santa Maria.

Notícias Relacionadas