Brasil enfrenta a Austrália em amistoso nesta terça-feira

Apesar de o confronto entre Brasil e Austrália não ser tradicional no contexto internacional — tendo acontecido pela primeira vez há 29 anos, com as seleções se enfrentando em um total de sete jogos —, a partida desta terça-feira, 13 de junho, será o segundo amistoso entre as duas equipes.

O retrospecto inclui um jogo válido pela fase de grupos da Copa do Mundo de 2006, na Alemanha, três jogos pelas Copas das Confederações em 1997 e 2001, e dois jogos pelo Torneio Bicentenário da Austrália de 1988, quando as seleções se enfrentaram pela primeira vez na fase inicial do torneio, mas repetiram o confronto em um intervalo de dez dias. O Brasil conquistou o título do torneio sobre a anfitriã.

O único amistoso entre as duas antes de a bola rolar nesta terça foi disputado em solo brasileiro, em 2013, e teve vitória brasileira por 6 x 0 no Estádio Mané Garrincha. O mesmo placar elástico já tinha acontecido outra vez em 1997, na Arábia Saudita. Apesar de ser incomum o confronto, a Seleção Brasileira venceu todos os jogos contra a Austrália. Com bons números, acumula 17 gols marcados e somente um sofrido. Em cinco dos sete confrontos, a Canarinho saiu vitoriosa. Os australianos conseguiram seu único triunfo em 2001, por 1×0, conquistando o terceiro lugar na Copa das Confederações da Coreia e do Japão, enquanto o Brasil ficou com o quarto lugar.

Na terça-feira, a disputa entre o primeiro e o 48º colocados no ranking da FIFA no Melbourne Cricket Ground sucede partidas importantes para ambas seleções. A Seleção Brasileira disputou no último dia 9 um clássico amistoso contra a Argentina, sofrendo a primeira derrota sob o comando do técnico Tite, por 1×0. Apesar do resultado negativo, o Brasil criou bastante, teve chances claras de gol e acumulou volume de jogo, principalmente, no segundo tempo.

A seleção Brasileira já enfrentou a seleção Australiana em sete ocasiões, e nunca sofreu uma derrota. (Foto:Rafael Ribeiro / CBF)

A seleção Brasileira já enfrentou a seleção Australiana em sete ocasiões, e nunca sofreu uma derrota. (Foto:Rafael Ribeiro / CBF)

A seleção australiana, por outro lado, enfrentou no dia 8 a Arábia Saudita, segunda colocada no seu grupo classificatório para a Copa do Mundo da Rússia 2018, e rival de vaga para classificação direta. O time de Ange Postecoglou conseguiu uma vitória vital por 3 x 2 para manter vivas suas chances, e apesar de continuar em terceiro no grupo pela diferença de gols, chega com ânimo redobrado para enfrentar o Brasil.

Destaque do jogo após marcar dois gols, o atacante Tomi Juric, de 25 anos, joga pelo FC Luzern no campeonato suíço e também chega embalado. Juric é candidato a preencher a vaga de liderança ofensiva ocupada por Tim Cahill, lenda australiana agora com 37 anos. Ele marcou três gols nos cinco jogos do Luzern pela copa suíça e quatro gols nos últimos cinco jogos do seu time pelo campeonato nacional, ajudando na classificação para playoffs da Europa League.

Em seus últimos jogos, Brasil e Austrália tiveram respectivamente 13 finalizações, sendo duas ao gol, e 9 finalizações, cinco ao gol. A posse de bola da seleção de Tite contra a Argentina foi de 39% e a dos australianos contra a Arábia Saudita foi de 50%. Os times se enfrentam às 7h05 de terça-feira, horário de Brasília, e a Canarinho então conclui sua sequência de amistosos internacionais na terra dos cangurus.

Por Felipe Bortoluzi, via Assessoria CBF, em 12/06/2017.

Notícias Relacionadas