Mateus Bolivar é o novo analista de desempenho do Inter-SM

Ele conheceu o caminho da Baixada desde muito cedo. De família de torcedores do Inter SM, Mateus Bolivar, preparador de goleiros do alvirrubro na temporada 2017, desde criança já frequentava o Estádio Presidente Vargas:

– Eu sou da cidade, me criei vindo à Baixada com meu pai, minha família toda é torcedora do Inter SM. Eu me criei torcendo pelo Inter SM, é o clube que eu torço e que eu pude unir a parte profissional com a de torcedor.

O COMEÇO DA CARREIRA DE PREPARADOR DE GOLEIROS

Foi em abril de 2010 que deixou de apenas ser torcedor do alvirrubro para começar a sua trajetória profissional dentro do clube. Com apenas 18 anos, e ainda no primeiro semestre da faculdade de Educação Física, foi através de um amigo, que na época era preparador físico do elenco Sub-15 e Sub-17 do Inter SM, que Mateus recebeu o convite para ser preparador de goleiros das categorias e assim ingressou no clube.

Dois anos depois, em 2012, Bolivar deixou as bases para ser auxiliar do preparador de goleiros do time profissional. Já em 2016, com a graduação em Educação Física concluída, assumiu a preparação de goleiros do alvirrubro, onde permaneceu até a Divisão de Acesso desse ano.

Durante todos os anos de trabalho no Inter SM, Bolivar cita a temporada de 2017 como o momento mais marcante vivido em sua carreira de preparador físico:

– Ninguém esperava que a gente fosse chegar tão longe, já que era uma equipe montada com recursos escassos. Mas a gente acabou se superando e chegando onde até mesmo muitos torcedores não acreditavam. Isso prova que o trabalho é a base de tudo. Se tu fizeres um trabalho bem feito, honesto, comprometido, se tem o resultado. E faltou muito pouco (para o acesso), a gente se esforçou durante toda a pré-temporada e a competição. Isso prova que estamos no caminho certo.

Ao contrário dessa temporada, Bolivar recorda o ano de 2016 como um dos momentos mais difíceis no clube, onde o alvirrubro quase caiu para a Terceira Divisão do Campeonato Gaúcho:

– Desde que me conheço por gente, desde os cinco anos quando vinha na Baixada, eu nunca vi o Inter SM jogar a 3ª Divisão do Campeonato Gaúcho e eu pensava muito que não iria ser pelas minhas mãos que o Inter iria jogar. (…) Foram muitas noites sem dormir, em que a gente sofreu. Mas graças a Deus esse ano foi bem diferente.

Mateus Bolivar está desde a temporada de 2010 à serviço do Inter-SM. (Foto: Renata Medina/Inter-SM)

DESAFIOS NA CARREIRA

O principal desafio em sua carreira foi não ter um passado profissional antes de ingressar no Inter SM. Com a graduação em educação física, procurou se profissionalizar através de estágios em clubes como o Avaí e o São José, o que lhe proporcionou experiências na área profissional.

Em troca – de não ter um passado e não ter sido goleiro –, Mateus procura sempre passar para os goleiros um trabalho diferenciado de qualidade.

DE PREPARADOR DE GOLEIROS A ANALISTA DE DESEMPENHO

Hoje, aos 25 anos de idade, Bolivar tem um novo desafio. Deixa o cargo de preparador de goleiros para ser o analista de desempenho do alvirrubro. O convite inédito surgiu através do próprio técnico do Inter SM, Vinicius Munhoz, que enxergou o seu potencial:

– É um desafio bastante grande. É uma função muito determinante para o conceito de jogo e partiu de um convite pessoal do Vinicius Munhoz. Ele é um cara que eu admiro muito, antes mesmo de conhecer ele pessoalmente, eu já o tinha como uma referência da nossa área aqui em Santa Maria. Um cara que começou aqui no Inter SM e chega a Seleção Brasileira, alguma coisa ele tem de diferente. Quando me chamou para conversar e fez o convite, disse que eu tinha perfil para exercer a função e que estou a bastante tempo no clube, eu não pensei duas vezes, justamente pela pessoa que ele é.

Bolivar sabe que a transição de função não irá ser fácil, mas acredita que é necessário aceitar novos desafios. Com a mudança de função, está se dedicando por meios de cursos e conversando com profissionais da área de outros clubes de futebol. Para assim, adquirir o máximo possível de conhecimento para conseguir desempenhar a sua função a favor da ideia de jogo do Inter SM.

– O Munhoz trabalha com uma ideia de jogo muito moderna, muitos técnicos que eu trabalhei aqui não usavam. Mas para a ideia de jogo do Vinicius, a análise de desempenho é extremamente importante.

O novo analista de desempenho do alvirrubro ainda ressalta que a análise dos jogos tem que ser muito minuciosa, já que proporciona exercícios corretivos dos erros de jogo. Para isso, é preciso ser extremamente detalhista na avaliação.

O certo, é que assim como em seu trabalho como preparador de goleiros, o torcedor do Inter SM pode esperar que Bolivar siga desempenhando um trabalho de qualidade e que continue a contribuir com o crescimento do alvirrubro.

Por Renata Medina, Assessoria Inter-SM

Notícias Relacionadas