Na maior luta feminina de muay thai já realizada no Coração do Rio Grande, Priscila Araújo defende invencibilidade no Combat Guerreiros Thai contra a argentina Giuliana Cosnard

A maior luta feminina da história do muay thai de Santa Maria. Assim pode ser descrita a batalha que a santa-mariense Priscila Araújo e a argentina Giuliana Cosnard prometem travar pelo cinturão da sétima edição do Combat Guerreiros Thai, evento já consolidado como um dos principais de todo o estado e que nesta temporada ficará marcado pelos duelos internacionais sobre o ringue.

Com trajetórias e estilos semelhantes, agressivo, com sequências de nocautes e títulos acumulados, Priscila e Giuliana “La Hiena” lutam pelo cinturão da categoria até 57kg em uma das principais lutas da noite do dia 16 de dezembro, no Centro Desportivo Municipal. De um lado o maior nome do muay thai feminino santa-mariense na atualidade e de outro um dos maiores do muay thai argentino.

Mais uma atleta da safra de ouro revelada pelo projeto social desenvolvido pela AGT, o “Guerreiros em Busca da Liberdade”, Priscila Araújo, de 21 anos, também tem as artes marciais em seu DNA. Em cinco anos no mundo das lutas a pupila do mestre Carlos Roberto Garda tem em seu cartel combates de muay thai, boxe, kickboxing e K1, além de também já ter praticado capoeira. Em em todas modalidades Priscila acumula junta com as muitas vitórias títulos e cinturões de alguns dos principais eventos de todo o sul do Brasil, entre eles o Open Greco Fight, OFC, Power Fight Ijuí, Santiago Fight e claro, o próprio Combat Guerreiros Thai, onde defende uma invencibilidade de quatro vitórias. No total, entre as três modalidades praticadas, são dezessete lutas realizadas pela santa-mariense.

– Estou muito ansiosa com essa luta. É uma das lutas mais importantes que vou fazer. Uma responsabilidade muito grande de vencer, já que vou lutar como uma super fera da Argentina. Vou tentar defender o meu cinturão aqui na minha cidade. O que aumenta minha responsabilidade. Ganhar sempre é bom, sempre vamos com esse objetivo, mas se não vier a vitória já estarei feliz. Estou no caminho, lutando com grandes lutadores de muay thai e para mim é gratificante todo esse aprendizado. Estou muito feliz com as coisas que estão acontecendo em minha vida. – menciona Priscila Araújo.

Para manter a sua invencibilidade no Combat e diante da sua torcida, Priscila Araújo terá pela frente a maior luta e maior teste da carreira. Pela frente uma das principais lutadoras reveladas na Argentina nos últimos anos: Giuliana Cosnard, de 23 anos. Descoberta pelo treinador Alan Preisz, grande responsável pela equipe Mannschaft Kaiser, de Paraná, província de Entre Rios, a atleta possuiu um currículo invejável em apenas quatro anos de combates de muay thai, kickboxing e K1, sendo sete lutas amadoras e vinte e uma profissionais.

Como credenciais, “La Hiena” ostenta nada mais nada menos que um título mundial, conquistado em São Paulo, um título sul-americano, em Lima, no Peru, e também um título argentino no muay thai, além é claro de muitas outras honrarias em seu país de origem.

– Sou uma lutadora com muita gana pela vitória e seguir crescendo no nosso esporte. – afirma Giuliana Cosnard.

Notícias Relacionadas