Maria Portela é campeã do World Masters na Rússia

A brasileira Maria Portela conquistou neste domingo o título do World Masters de São Petersburgo, competição mais importante do Circuito Mundial da FIJ depois do Campeonato Mundial e que reúne apenas os 16 melhores judocas do mundo por categoria. Foi sua primeira medalha em etapas desse nível e o único ouro do Brasil na competição. Além dela, David Moura (prata), Rafael Silva (bronze) e Maria Suelen Altheman (bronze) também foram ao pódio no último dia de disputas e o país fechou a competição em sexto lugar no quadro geral de medalhas, com um ouro, uma prata e três bronzes, contando com o terceiro lugar de Érika Miranda no sábado, 16.

Portela fez quatro lutas para conquistar sua primeira medalha em World Masters. Na estreia, bateu Gulnoza Matniyazova (UZB) por ippon e, nas quartas-de-final, superou a austríaca Michaela Polleres com um waza-ari no golden score. Na semifinal, a brasileira venceu a sueca Anna Bernholm por um waza-ari para se garantir na grande final contra a croata Barbara Matic, campeã mundial júnior em 2014. Mais agressiva, Maria forçou um shido à adversária, projetou-a marcando um waza-ari e encaixou a transição para imobilizar Matic por 20 segundos até o ippon.

Os pesados David Moura e Rafael Silva repetiram a dobradinha do Mundial e conquistaram, respectivamente, uma prata e um bronze. David venceu Temuulen Battulga (MGL) e Maciej Sarnacki (POL), caindo apenas na final para o georgiano Guram Tushishvili, algoz também de Baby nas semifinais. Na disputa pelo bronze, Rafael derrotou Battulga nas punições (3 shidos).

Maria Portela foi campeã em São Petersburgo. Foto: Maria Portela/Divulgação

O outro bronze do domingo veio no pesado feminino em disputa caseira entre Beatriz Souza e Maria Suelen Altheman, que levou a melhor sobre a compatriota.

Eudardo Yudy Santos (81kg) também chegou à disputa pelo bronze, mas não passou pelo número um do mundo, Frank de Wit (NED), e ficou com a quinta colocação. De Wit foi o responsável por eliminar outro brasileiro, Victor Penalber, na primeira luta.

A bicampeã mundial, Mayra Aguiar, terminou em sétimo depois de cair nas quartas para Madeleine Malonga (FRA) e na repescagem para Nathalie Powell (GBR).

A seleção despede-se de 2017 após o World Masters e só voltará ao Circuito Mundial em janeiro para a disputa do inédito Grand Prix de Túnis, na Tunísia.

*Via Assessoria CBJ

Notícias Relacionadas