O futsal e as lesões

A origem do futsal começa no Uruguai em 1930 quando Juan Carlos Ceriani, professor de Educação Física de Montevideo inventou um novo tipo de futebol para ser jogado no interior, não afetado pelas condições climáticas. Hoje, um recente estudo da FIFA mostrou que o jogo de futsal é jogado – dentro ou ao ar livre – em mais de 170 das 209 federações da FIFA.

O futsal é o esporte que mais cresce no mundo nos últimos anos. A sua popularidade em diferentes comunidades está crescendo e mais de um milhão de jogadores oficiais de futsal já foram registrados por federações nacionais em todo o mundo. Globalmente, o futsal está crescendo constantemente à medida que mais e mais associações membros se familiarizam e apreciam o impacto positivo que essa variação do futebol pode ter no desenvolvimento de uma técnica de menino ou menina, habilidades variáveis, compreensão tática, coordenação e agilidade.

INCIDÊNCIA DE LESÃO NO FUTSAL

Total de 165 lesões nos últimos três mundiais de futsal (2000, 2004,2008):

  • 1,30 lesão por jogo;
  • 195,6 lesões 1000 horas de pratica (treino/jogo);
  • 130,4 lesões por 1000 partidas;
  • A maior incidência de lesão ocorreu nos 10 minutos finais de ambos os períodos;
  • A maioria das lesões foi causada pelo contato com outro jogador, e 36% das lesões ocorreram durante as atividades sem contato;
  • Menos da metade (46%) das lesões por contato (43 de 93), ou 26% de todas as lesões, foram causadas por jogo sujo com base no julgamento do médico da equipe, mas cerca de dois terços (27 de 43) foram seguidos por uma penalidade do árbitro;

As lesões mais afetadas frequentemente:

  • a extremidade inferior (n = 115; 69,7%);
  • seguido de cabeça e pescoço (n = 21, 12,7%);
  • extremidade superior (n = 17; 10,3%);
  • tronco (n =12; 7,3%)

As partes do corpo predominantemente lesadas foram:

  • joelho (n = 26; 15,8%);
  • coxa (n = 23; 13,9%);
  • tornozelo e parte inferior da perna (n = 20; 12,1%);

A maior parte das lesões foi diagnosticada como:

  • Contusões (n = 73; 44,2%),
  • Entorses ou rupturas ligamentares (n = 32; 19,4%)
  • Rupturas de fibras musculares (n = 29, 17,6%).
  • Sete lesões foram diagnosticadas como concussão,
  • Três como ruptura do ligamento no joelho,
  • Duas como fratura (dedo e pé)
  • Outra como lesão do menisco

Os diagnósticos mais frequentes foram:

  • Contusão da perna (n = 18; 10,9%),
  • Entorse de tornozelo (n = 16; 9,7%)
  • Tensão na virilha (n = 13; 7,9%).

Fonte: Injury risk of playing football in Futsal World Cups.

Custo de um jogador lesionado

Como a maior parte das lesões referidas acima são de joelho foi colocado um exemplo simples do valor de uma cirurgia particular nessa região.

  • MENISCO SIMPLES: R$ 6250,00 A R$ 7250,00
  • MENISCO + OSTEOCONDROPLASTIA(cirurgia de cartilagem): R$ 10850,00
  • LCA+MENISCO: R$ 12000,00 com sutura meniscal acréscimo de R$2200,00

PROGRAMA DE PREVENÇÃO DE LESÃO

O futsal desafia o atleta em várias habilidades e diferentes intensidades. Correr, trotar, pular e chutar são componentes importantes na prática desse esporte, pois exigem força e uma condição anaeróbia do sistema neuromuscular.

Consequentemente, esse esporte tem taxas altas de lesão e dentro de sua grande variabilidade as que mais afetam os atletas são na extremidade inferior (quadril, joelho e tornozelo).

Tendo em conta a frequência de lesões, o alto custo que ela gera para o clube e o sofrimento do atleta muitos programas estão sendo realizados com o objetivo de prevenir essas “futuras” lesões.

O programa de prevenção de lesão tem como objetivo principal analisar o movimento/gesto esportivo de cada atleta e tentar minimizar os riscos de contrair uma lesão. Com ferramentas e testes específicos para cada modalidade conseguiremos no final dos testes realizar um programa especifico para cada atleta.

Ricardo Barreto é fisioterapeuta formado pelo Centro Universitário Franciscano (Unifra). Gaúcho de Santiago, atua nas áreas de ortopedia e traumatologia desportiva, osteopatia e terapia manual, com foco em avaliação biomecânica (avaliação de força e análise do movimento).

Notícias Relacionadas