Principal nome do jiu-jitsu feminino de Santa Maria, Mel Cueto embarca para período de treinos e competições na Europa

Ano novo, vida nova, faixa nova e velhos sonhos. É desta maneira que o 2018 irá começar para Melissa Stricker Cueto, ou simplesmente Mel Cueto, a principal lutadora de jiu-jitsu já forjada no Coração do Rio Grande. Aos 27 anos a pelotense radicada em Santa Maria e cria da Drill BJJ School dará o maior salto na carreira e viverá as maiores experiências sobre os tatames.

Na noite desta sexta-feira, dia 29, a recém graduada faixa marrom embarca para Bélgica, onde ficará no mínimo os próximos três meses aperfeiçoando a arte suave. Na bagagem com Mel estão a garra e o talento já afirmados em todos cantos do país, e claro, os sonhos atrás da profissionalização no jiu-jitsu.

Primeiros desafios de Mel Cueto com a faixa marrom serão no Velho Continente. (Foto: Bruno Tech/EsporteSUL)

Dona de quinze medalhas entre as principais competições nacionais na temporada 2017, ano em que também encarou o seu terceiro Campeonato Mundial, na Califórnia, Mel Cueto começou a traçar a viagem para a Europa enquanto se preparava para o Campeonato Sul-Americano, em novembro. Em meio aos treinos na Cicero Costa, em São Paulo, o sonho começou a tomar forma quando dois atletas da equipe propuseram cruzar o Oceano Atlântico atrás de novas experiências e claro, competições.

No período em que treinará e também ministrará aulas na equipe Renaissance Cicero Costha, em Bruxelas, a pupila do mestre faixa preta Antônio Pedro Dias, o Kapincho, pretende entrar em ação em ao menos cinco competições.

Entre elas estão o Abu Dhabi Grand Slam UAEJJF, no Emirados Árabes, nos dias 12 e 13 de janeiro, o European IBJJF Jiu-Jitsu Championship, em Portugal, entre 15 e 17 de janeiro, e o Europe Continental UAEJJF, na Rússia, de 3 a 4 de fevereiro. No foco de Mel estão as vitórias nestes renomados eventos e consequentemente a visibilidade e boa premiação em dinheiro, que ajudarão não só na estadia na Bélgica como nas inscrições de futuros campeonatos.

– Quero muito tentar ganhar esses campeonato que vou lutar. Como alguns campeonatos são marrom e preta juntos, a visibilidade é bem grande. Como estou chegando agora na marrom, que aproveitar essa visibilidade e tentar emplacar todos esses campeonatos. Vou me dedicar muito, fazer tudo o que puder. E de quebra conseguir ganhar essa “grana” para lutar os outros campeonatos. Minha meta é ganhar para conseguir destaque e dinheiro para lutas as outras competições. – afirma Mel Cueto.

Em 2017 a atleta conquistou o ouro no Abu Dhabi Grand Slam Rio, no Rio de Janeiro, o ouro na categoria e a prata no absoluto no Campeonato Sul-Americano de Jiu-Jitsu, em São Paulo, o título do Brazil National Pro Jiu-Jitsu Championship, em Manaus, o primeiro lugar na categoria e absoluto do Floripa International Open Jiu-Jitsu IBJJF Championship, em Florianópolis, a prata no Campeonato Brasileiro de Jiu-Jitsu, em São Paulo, o ouro na categoria, prata no absoluto, ouro na NoGi e ouro no Absoluto NoGi no Floripa Spring International Open, também na capital catarinense, o ouro na categoria e absoluto na 3ª Copa EsporteSUL e ainda os títulos na classe e absoluto da quinta etapa da Copa Prime.

Notícias Relacionadas