Handbeach santa-mariense com altos e baixos na fase final do Circuito Verão Sesc de Esportes

Foi com sentimentos e colocações opostas que o handebol de areia santa-mariense encerrou a sua participação na fase final do Circuito Verão Sesc de Esportes 2018, realizada neste último sábado e domingo, dias 3 e 4, em Torres. Enquanto o Handebol Feminino Santa Maria (HFSM) sucumbiu nas oitavas de final e encerrou na sexta colocação geral, a Associação Santamariense de Handebol/Praxis Active Sports faturou o título da competição estadual e colocou mais uma vez o Coração do Rio Grande no topo do handbeach gaúcho.

Embalada pelo terceiro lugar no Campeonato Estadual 2018 e com novas atuações sem reparos, a ASH/Praxis AS sagrou-se campeã do Circuito Verão Sesc sem perder nenhum set na fase final. Na fase de grupos as vitórias vieram sobre o ADA, de São Francisco de Assis, e sobre o Sant’Anna, de Bagé. Já nas quartas e na semifinal as vítimas foram respectivamente o Bagé e o Rosário do Sul, enquanto na final o time santa-mariense superou o SATC, de Osório.

– Estamos contentes pelo resultado. Mostra que o handebol ainda vive em Santa Maria. Agora é tentar angariar fundos para podermos alcançar sonhos mais altos. – destaca Aimann Ramadan, defensor da ASH/Praxis AS.

ASH/Praxis AS iniciou o 2018 no handebol de areaia com o terceiro lugar no Campeonato Estadual e o título do Circuito Sesc. (Foto: Divulgação/ASH)

Já o HFSM entrou em ação cinco vezes pela fase classificatória, onde venceu duas vezes (São Francisco de Assis e Bagé) e perdeu outras três (ARE, Bud’s e Osório). Nas oitavas de final o algoz santa-mariense foi o Clube Capão da Canoa.

– Nós ficamos em uma tabela bem complicada, onde estavam o campeão e vice estadual e o campeão do ano passado do Circuito Sesc e nós. Ganhamos dois jogos e perdemos quatro infelizmente. Esse ano tivemos muitos contratempos, na verdade treinamos pouco. Não teria etapa aqui na cidade até que surgiu o convite de Carlos Barbosa para nós jogar a etapa de lá e conseguimos a vaga pra Torres. Fizemos bons jogos lá, mas o desentrosamento e falta de ritmo de jogo nos pesou um pouco e não fizemos uma boa campanha. – avaliou a técnica do time feminino de handbeach do HFSM, Andressa Vieira.

Notícias Relacionadas