Gilvan Ribeiro e Felipe Almeida conquistam ouro e bronze na Copa Brasil de Canoagem

A Associação Santamariense de Esportes Naúticos (Asena) continua dando destaque à Santa Maria nos torneios que participa. Na Copa Brasil de Canoagem Velocidade e Paracanoagem, disputada neste final de semana (7 e 8/04) em Curitiba (PR), Gilvan Ribeiro, Felipe Oliveira e Alexandre Stanque representaram a cidade nas provas de K1 200, 500 e 1000 metros. A entidade santa-mariense não só conquistou três medalhas, como também consolidou uma das grandes revelações do projeto Remar.

Após um ano longe de treinos e competições, Gilvan Ribeiro voltou às águas e conquistou a medalha bronze nos 200m, além de ocupar o 4º lugar nos 500m na Copa Brasil de Canoagem. O atleta da Asena teve apenas 10 semanas para recuperar a forma física e ficar pronto para a competição nacional.

Em nota publicada em uma rede social, Gilvan contou que teve dificuldades em avançar até as finais devido o longo tempo longe dos treinos. O medalhistas ainda escreveu sobre sua volta às competições:

– No começo de 2018, percebi que ainda havia motivação para treinar e então, aos poucos, fui retomando o ritmo e decidi que participaria da Copa do Brasil. – conta.

Gilvan Ribeiro conquistou o 3º lugar na Copa Brasil de Canoagem em seu retorno às competições. (Foto: Arquivo Pessoal)

O resultado obtido por Gilvan, segundo Givago Ribeiro, diretor técnico da Asena, vai muito além da medalha conquistada:

– O resultado que está acima disso, na minha opinião, é ele estar na água com a gurizada do projeto, motivando eles a trazer resultados, como o caso do Felipe. – conta.

O experiente Gilvan não foi o único premiado no torneio. Com apenas 15 anos, a jovem promessa da cidade começa aos poucos a colecionar medalhas. No Campeonato Brasileiro de Maratona, disputado em Eldorado do Sul entre os dias 23 e 25 de março, Felipe ocupou o primeiro lugar no pódio. Apenas duas semanas depois, na Copa Brasil de Canoagem, o jovem canoísta conquistou o bronze nos 1000m, e o ouro nos 5000m, surpreendendo Givago Ribeiro.

– Ele simplesmente se superou na última prova que ele poderia disputar na Copa Brasil, que são os 5000 metros. Ele fez uma recuperação excepcional nos 200m finais da prova, passou todo mundo e trouxe o ouro pra Santa Maria. Nós temos hoje o melhor remador do país aqui em Santa Maria, fruto do projeto Remar. – comemora Givago, que vê em Felipe a aposta para o Campeonato Brasileiro deste ano, a ser disputado na Bahia.

– Ele treinou muito bem nesse início de temporada e está aí o resultado. Dois campeonatos em nível nacional e duas medalhas de ouro. – finaliza.

O evento foi organizado pela Confederação Brasileira de Canoagem (CBCa) e contou com 220 atletas representando 34 clubes e associações de canoagem do país. O atleta Alexandre Stanque não avançou às finais.

Notícias Relacionadas