Saiba mais sobre o Glória, adversário do Inter-SM nas quartas de final da Divisão de Acesso

Pelo segundo ano consecutivo os deuses do futebol colocaram no caminho do Inter-SM até o tão sonhado retorno a elite do futebol gaúcho o Grêmio Esportivo Glória, de Vacaria.

Com a derrota por 3 a 1 para o Aimoré na tarde desta última quarta-feira (9), em São Leopoldo, a equipe do técnico Vinicius Munhoz encerrou a primeira fase na terceira colocação do Grupo A, com 23 pontos. Já o Glória venceu o Igrejinha por 2 a 0 e por pouco não ficou em primeiro lugar do Grupo B. O time do técnico China Balbino acabou na segunda posição da chave, com 25 pontos, mesma campanha que o líder e temido Ypiranga, mas atrás por conta do saldo de gols.

Resultados e posições finais que culminaram em um novo encontro do Leão da Serra e o Dino da Baixada nas quartas de final. Em 2017, pela mesma fase, o Glória venceu o duelo de ida no Estádio Altos da Glória por 1 a 0, enquanto o Inter-SM devolveu o 1 a 0 no Presidente Vargas e carimbou a passagem para a semifinal com vitória de 4 a 2.

Já na atual temporada o primeira confronto entre as equipes será em Santa Maria, no dia 20, e o segundo em Vacaria, no dia 27.

Glória está mais uma vez no caminho do Inter-SM na Divisão de Acessi. (Foto: Lenita Maraschin)

Além da vice-liderança do Grupo B, o Glória também garantiu com o triunfo na última rodada a terceira melhor campanha da classificação geral da Divisão de Acesso. Nas quatorze vezes que entrou em campo o Leão da Serra saiu em sete ocasiões com a vitória, em quatro com o empate e em três com a derrota.

Foram 16 gols marcados, mesmo número do Inter-SM, e nove sofridos, assim sendo o time com a quarta defesa mais sólida da competição. Uma campanha surpreendente para quem em dezembro de 2017 ainda tinha indefinições sobre seu futuro.

– O Glória começou como uma grande indefinição. Lá em dezembro ainda não se tinha ideia de quem seria a direção. Um grupo de conselheiros defendia a suspensão do futebol, mas surgiu o ex-presidente Décio Camargo e assumiu o clube. Contratou o Alê Menezes (ex-jogador do Inter-SM) como gerente de futebol. Depois disto contrataram o China Balbino, o que já foi a grande notícia. Uma equipe que não ia participar, depois resolve participar para não cair e aí contrata o China Balbino, um nome de expressão. – exalta Aldoir Santos, repórter da Rádio Fátima, de Vacaria, que também cita dois destaques individuais, o meia Luiz Carlos e o volante Nunes, mas aponta que assim como o Inter-SM a distinção maior é o coletivo:

– Um dos destaques é o meia Luiz Carlos, que estava no São Luiz, de Ijuí. É um meia que já teve passagem pela China e esteve no Glória em 2015 (ano do último acesso para elite). Tem também o Nunes, ex-Grêmio, um xerifão no meio de campo. O coletivo tem dado bons rendimentos, tem apresentado produtividade. Muito se deve ao técnico China Balbino, um cara que tem o controle absoluto do vestiário e do grupo. Mesmo com as dificuldades de recursos conseguiu com o que Glória tivesse esse desempenho.

Marcos Duarte, também de Vacaria mas da Rádio Esmeralda, é outro que fez questão de salientar que o grande nome do Glória está mesmo à beira do campo, ou seja, o ex-jogador e hoje técnico China Balbino, de 38 anos:

– O China Balbino é um jovem treinador, enérgico, muito atuante à beira do gramado. Trouxe uma equipe onde busca ter um sistema defensivo forte para que saia com qualidade ao ataque.

Mais um nome da nova safra de técnicos Gaúchos, China Balbino se destacou dirigindo o São José-POA antes de chegar ao Estádio Altos da Glória. (Foto: Lenita Maraschin)

O comunicador da Rádio Esmeralda falou também sobre a campanha e como a equipe serrana chega para enfrentar o Inter-SM:

– O Glória teve um início muito bom. No turno conseguiu somar 14 pontos, estava brigando pela primeira colocação. Acabou perdendo a segunda colocação quando foi derrotado em Erechim, para o Ypiranga, mas recuperou nesta última partida em casa ao vencer o Igrejinha culminado com o empate do Tupi e Passo Fundo. Agora é um novo campeonato. As condições são diferentes, não pode ser pensado de outra forma. No mata-mata tudo fica mais difícil. Será muito estudado a equipe do Inter-SM para esses dois confrontos. Terá um tempo suficiente para recuperar jogadores.

– Teremos um confronto muito interessante. O Glória quer mudar o que foi ano passado, onde o Inter conseguiu a vaga para a fase seguinte da competição. Mas reconhece que as dificuldades serão imensas e por isso a garantia de dois grande jogos. – acrescenta Marcos Duarte.

Ainda sobre as dificuldades do time anilado, Aldoir Santos lista o ataque e a criação no meio-campo:

– O Glória vai para o tudo ou nada com algumas dificuldades, principalmente no ataque. No meio da competição a equipe trouxe o Giancarlo, mas não teve o desempenho esperado, e ainda tem o Fabio Buda. A expectativa é que o meio de campo possa resolver, com uma participação mais efetiva dos meias para ajudar um pouco o ataque.

O provável time que o técnico China Balbino deve mandar a campo para enfrentar o Inter-SM conta com: Vandré; Marcos, Cleiton, Alisson, Wagner Freitas; Nunes, Ruan, Luis Carlos; Lima, Jonas Bruno e Marcinho.

Em 2017, Inter-SM do volante Théo eliminou o Glória na decisão por pênaltis. (Foto: Bruno Tech/EsporteSUL)
Em 2017, Inter-SM do volante Théo eliminou o Glória na decisão por pênaltis. (Foto: Bruno Tech/EsporteSUL)

Fotos Glória e China Balbino: Lenita Maraschin

Notícias Relacionadas