Em duelo movimentado, UFSM e AIF ficam no empate na abertura do returno da Série Bronze

UFSM e AIF protagonizaram um grande jogo nesta abertura do segundo turno da Série Bronze neste domingo. Mesmo com a baixa temperatura e a quadra úmida, as duas equipes usaram todas as suas armas para sair da quadra com a vitória. E a AIF esteve perto disso, pois abriu 3×1 no início do segundo tempo. Mas, com grande volume de jogo, a Federal foi empurrando o adversário para a sua quadra e conseguiu buscar o empate em 3×3 faltando pouco mais de dois minutos para o apito final.

– Qualquer uma das duas equipes poderia ter saído com a vitória. O empate acabou ficando de bom tamanho para ambas. – resumiu o pivô Carlos, autor de dois gols da UFSM na partida.

Para a Federal, o empate mantém a equipe próxima dos adversários diretos (três pontos atrás do quarto colocado e a quatro pontos da AIF, quinta colocada). Se perdesse, a equipe terminaria a rodada a quatro pontos do quinto colocado. Já o time de Itaara, embora lamente a vitória ter escapado, se mantém no G-5 e continua a frente da UFSM, que folga na próxima rodada. A Federal volta a jogar no dia 21 de julho, quando recebe o La Máquina, outro concorrente a uma das vagas para a próxima fase.

UFSM e AIF protagonizaram uma partida emocionante neste domingo. (Foto: Natiele Follmann)

O jogo

Como mandante do jogo, a AIF começou a partida com muita empolgação e abriu o placar logo aos 2 min, quando Guinho arriscou de longe e acertou um chute fortíssimo no ângulo. Depois disso, a equipe de Itaara teve mais três chances em contra-ataques originados em roubadas de bola. Primeiro com Alisson, que ficou cara a cara e parou em Carlson. Aos 6 min 45s, foi Tito quem recuperou a bola, avançou pela esquerda e tocou para dentro da área, onde Bruno Costa só teve o trabalho de completar para o gol: AIF 2×0. Um minuto depois, Bruno Costa recuperou e avançou sozinho. Carlson fechou a meta mais uma vez.

Embora não tenha deixado a UFSM chegar com perigo, a equipe de Itaara estourou o limite de faltas com menos de dez minutos de jogo. Assim a Federal cresceu e ameaçou o gol adversário pela primeira vez aos 11 min. Léo Rudek recebeu de frente para o gol, mas Ari espalmou. Na sequência, Jonatan arriscou de média distância e Ari apareceu bem novamente, espalmando para escanteio. Aos 12 min, a AIF cometeu sua sexta falta e a Federal teve um tiro livre sem barreira para cobrar. Jonatan cobrou e parou em Ari mais uma vez. O time universitário não desistiu e, na sequência, conseguiu descontar. Léo Rudek recebeu dentro da área após cobrança de lateral, ameaçou chutar e passou para Jonatan. O fixo dominou e concluiu de bico no ângulo: AIF 2×1.

Aos 13 min, a UFSM quase empatou, quando Gê puxou contra-ataque e passou para Léo Rudek. O goleiro Ari saiu fechando o ângulo. Aos 16 min, Carlos recebeu na ala direita e concluiu no alto. Ari, em noite inspirada, espalmou para a linha de fundo. Em outro tiro livre sem barreira para a UFSM, Raimar buscou o canto, Ari tocou de leve na bola e ela parou na trave antes de sair pela linha de fundo. Ainda na primeira etapa, a UFSM criou mais duas chances. Primeiro em conclusão de Diozer, que foi defendida por Ari com o pé, e, em seguida, em cobrança de escanteio, quando a bola chegou em Carlos na segunda trave, mas ele cabeceou para fora.

A segunda etapa começou mais amarrada, mas foi bem interessante para quem foi ao ginásio do Coríntians. Aos 6 min 24s, Bruno Costa puxou contra-ataque, passou por um marcador e concluiu forte no canto direito de Carlson: AIF 3×1. Com dois gols de desvantagem, o jogo ganhou em velocidade, pois a Federal acelerou a troca de passes, enquanto a equipe de Itaara tentava garantir a vitória nos contra-ataques. Aos 7 min, Carlos lançou para Bernardo, que concluiu de voleio. Ari espalmou. Aos 7 min 30s, Carlos foi puxado dentro da área e o árbitro marcou pênalti. Lincon cobrou e Ari defendeu. Mas o gol da Federal não demorou a sair. Bordinhão recebeu na direita, puxou para o meio e tocou para Carlos. O pivô recebeu dentro da área e conseguiu tocar por baixo do goleiro: AIF 3×2.

O gol fez o time de Itaara reagir, ter mais posse de bola e criar três chances de perigo ao gol de Carlson. Uma delas com Lerina, que recebeu entre os marcadores e dominou girando para ficar de frente para o gol. Carlson saiu fechando o ângulo. Depois foi a vez de Bruno Costa fazer jogada individual e obrigar o goleiro a espalmar. Na terceira chance, Tito arriscou de longe e carimbou a trave esquerda de Carlson.

Faltando três minutos para o fim, a Federal começou a usar o goleiro linha. E foi assim, aos 17 min 54s, que a equipe chegou ao empate. Raimar recebeu no fundo da quadra e tocou para dentro da área, onde o pivô Carlos demonstrou seu faro de gol e concluiu para as redes: 3×3. Mesmo com o empate, a UFSM continuou a usar o goleiro linha quando tinha a posse de bola. Mas a chance da vitória surgiu em um contra-ataque puxado por Bordinhão. Ele tocou para Léo Rudek, que fintou um marcador e concluiu para fora, em chute que passou perto da trave. Placar final: AIF 3×3 UFSM.

Por Saul Pranke/Assessoria UFSM Futsal

Notícias Relacionadas