União Independente enfrenta Figueira atrás da décima vitória consecutiva na Série Bronze

Líder do Grupo 2, melhor campanha geral, invicto há nove jogos e já classificado para a segunda fase da Série Bronze. Este é o atual cenário vivido pelo União Independente/Construtora Jobim/Mercado Público/Grupo Apollo. E mesmo há quatro rodadas do fim da primeira fase a ordem é “não tirar o pé do acelerador”, começando pelo jogo deste próximo sábado (11/08) contra o Figueira, às 20h, em Tupanciretã. Um sinal antes de tudo de respeito ao adversário, mas também da busca pela excelência dentro de quadra e claro, da décima vitória consecutiva, marca inédita na história do clube.

– Eu gosto que nosso time tenha uma intensidade muito grande e nas últimas rodadas viemos oscilando. Querendo ou não acaba ficando com o pensamento na segunda fase, pode ter aquela coisa de não botar o pé com medo de ficar fora da fase boa, da fase quente, mas a ordem é jogar ao máximo sempre. Como eu sempre digo, aonde o União botar os pés vamos para querer ganhar. Para eles será um jogo crucial para classificação, mas para nós também é tratado assim. Sempre lembro que o campeonato é por percentual e este percentual tem que nos favorecer sempre. Vamos lá com todo respeito ao Figueira atrás dos três pontos. – diz o técnico áureo-cerúleo Rodrigo Gomes, o Digo, que vai para a sua segunda partida à frente do clube deste o seu retorno oficial ao cargo de treinador.

Quanto aos trabalhos da semana, Digo priorizou ajustes na postura e marcação da equipe, visto as dimensões menores da quadra em Tupanciretã:

– Contra o Figueira vai ser uma guerra, eles vem em uma sequência boa, é um time bem forte. Trabalhamos semana a semana, em cima dos nossos erros nos jogos, aprimorando o que está certo. Essa semana reduzimos a quadra, com um outro tipo de intensidade, outro time de marcação. Com uma quadra com dimensões menores fica outro jogo, um jogo muito mais dinâmico, mais pegado. – afirma o treinador santa-mariense.

No duelo pelo primeiro turno entre as duas equipes o União bateu o Figueira por 8 a 1. (Foto: Bruno Tech/EsporteSUL)

Para o duelo pela décima quinta rodada o União tem a volta do seu goleador Lucas Peres, autor de 13 gols e que cumpriu suspensão na rodada anterior. Já a única ausência será a do pivô Felipe Bochecha, que desde o confronto contra a AFI, de Itaqui, vem sofrendo fortes dores nas costelas. No início da semana a suspeita de fratura foi rechaçada com um exame de raio-x, mas mesmo assim o atleta será preservado.

Com 33 pontos somados de 36 disputados, o União Independente é o líder isolado do Grupo 2, a frente oito pontos da vice-líder Serade. Já o Figueira ocupa a quinta colocação com 16 pontos e uma campanha com cinco vitórias, um empate e sete derrotas.

Notícias Relacionadas