Santa-marienses chegam perto, mas deixam escapar título na XXIII Copa Mercosul de Handebol

Após quatro dias de disputas e 57 jogos, foram conhecidos na manhã de domingo (09/09) os campeões da XXIII Copa Mercosul de Handebol, competição promovida pela Federação Gaúcha de Handebol (FGHb) ao lado da Liga Santamariense de Handebol e que nesta temporada homenageou Ronaldo Dias.

Representados pelas equipes do Handebol Feminino Santa Maria (HFSM), HANDUFSM, Associação Santamariense de Handebol/Praxis AS/UFSM, Colégio Fátima e o Colégio Sant’Anna, Santa Maria chegou perto de conquistar mais um título nas categorias masculino e feminino adulto, com ASH/Praxis e Handufsm, mas ambos acabaram superados na decisão e ficaram com o vice-campeonato.

No masculino, o tricampeonato dos uruguaios do Pontevedrés veio após vitória sobre a ASH/Praxis pelo placar de 22 a 17. Já no feminino, as meninas do UNICNEC derrotaram as santa-marienses do Handufsm por 20 a 16 e ficaram com a taça de campeãs.

Uruguaios conquistaram o terceiro título em Santa Maria. Foto: Diogo Viedo/EsporteSUL

Veja como ficou a classificação final de todas as categorias:

Adulto Masculino:
Campeão: Pontevedrés (Uruguai)
Vice: ASH/Praxis “A” (Santa Maria)
Terceiro: ASH/Praxis “B” (Santa Maria)

Adulto Feminino:
Campeão: UNICNEC (Osório, RS)
Vice: Handufsm (Santa Maria)
Terceiro: HFSM (Santa Maria)

Cadete Feminino:
Campeão: Sociedade Ginástica Novo Hamburgo (Novo Hamburgo, RS)
Vice: Recreio da Juventude (Caxias do Sul, RS)
Terceiro: HFSM (Santa Maria)

Mirim Feminino:
Campeão: Sociedade Ginástica Novo Hamburgo (Novo Hamburgo, RS)
Vice: CHCC (Capão da Canoa, RS)
Terceiro: Colégio Fátima (Santa Maria)

Infantil Feminino:
Campeão: LHH (Novo Hamburgo, RS)
Vice: Sociedade Ginástica Novo Hamburgo (Novo Hamburgo, RS)
Terceiro: CHCC (Capão da Canoa, RS)

Histórico da Copa Mercosul

Copa Mercosul é realizada no estado do Rio Grande do Sul há 20 anos. A competição é um momento especial de integração e aprendizagem esportiva e que tem permitido o crescimento técnico dos atletas, bem como o aprofundamento das condições de conhecimento específico dos treinadores e dirigentes, em ambos os gêneros, com uma média de participação de 42 equipes, 630 atletas e 40 técnicos.

Neste sentido, e com a ideia de ampliar a participação de equipes do Estado e dos países vizinhos no evento, a FGHb busca apoio na possibilidade da criação da lei de incentivo ao esporte. A FGHb ressalta que, pela experiência já vivenciada, o processo de socialização humana entre as equipes participantes tem sido algo relevante com resultados efetivos e altamente significativa para todos. O evento deixa a certeza da melhoria dos padrões de desempenho e o bom nível de aproveitamento do conjunto das crianças, jovens e adultos.

A Copa faz parte do calendário da Federação Gaúcha de Handebol e é chancelado pela Confederação Brasileira de Handebol, se constituindo num dos grandes eventos da modalidade no país e tem contribuído de forma significativa para o desenvolvimento do esporte do Rio Grande do Sul e Santa Maria. Prova disto é a participação das equipes nas ligas nacionais e as convocações de alguns atletas para seleções de base e principais do país.

Desta forma, e por ser um evento abrangente e que deixa um legado de integração social e humana com nossos vizinhos do Mercosul, a FGHb entende que se justifica as petições de apoio, considerando, ainda, o aproveitamento sempre positivo das equipes do estado do Rio Grande do Sul e de Santa Maria.

Notícias Relacionadas