CÓPIA PROIBIDA

CONTEÚDO PROTEGIDO PELA LEI DE DIREITOS AUTORAIS

EsporteSUL - O esporte daqui é aqui www.esportesul.comFacebookInstagramTwitter

Em seu primeiro desafio no futebol profissional, santa-mariense é campeão da segunda divisão mineira

O santa-mariense Diogo Schüler Giacomini consolidou mais um importante passo na promissora carreira de treinador de futebol. À frente do Coimbra, Diogo levou o time de Contagem, no interior de Minas Gerais, ao título do Campeonato Mineiro da Segunda Divisão. Seus comandados venceram na decisão por pênaltis o Athletic Club na Arena Independência, no último sábado (27/10), e conquistaram o primeiro título da história  do clube e a consequente vaga para o Módulo II do Estadual, equivalente à Divisão de Acesso gaúcha.

Sob o comando de Diogo, o clube que tem apenas 12 anos de vida, chegou ao troféu com uma campanha incontestável. Foram 16 partidas no total, sendo 10 vitórias, quatro empates e apenas duas derrotas. Para completar, a equipe teve o melhor ataque, com 27 gols marcados, e a melhor defesa, com nove gols sofridos. O artilheiro da competição também foi do clube de Contagem: Bruno Mineiro, que marcou quinze gols. O aproveitamento do treinador na competição foi de 71%.

[mk_blockquote style="quote-style" font_family="none" text_size="12" align="left"]

- Estou muito feliz com a temporada 2018 realizada no Coimbra. Posso dizer que foi um trabalho que teve início, meio e fim. Iniciamos em janeiro um projeto, primeiramente, para montar uma equipe sub-20. Foi a primeira vez que o clube montou esta categoria e, logo na primeira temporada, classificamos a equipe ao Hexagonal Final do Campeonato Mineiro da categoria. Em junho eu assumi a equipe profissional e traçamos o objetivo de conquistar o acesso ao Módulo II 2019. Montamos um elenco de qualidade, mesclando jovens atletas promissores com jogadores de muita bagagem no futebol mineiro e nacional. Fizemos uma campanha irretocável na primeira fase e conseguimos coroar este trabalho com o acesso e com o título. - disse o treinador através de sua assessoria.

[/mk_blockquote]

[vc_row][vc_column][mk_image src="http://esportesul.com/wp-content/uploads/2018/11/diogo-giacomini.jpg" image_size="full" desc="Treinador santa-mariense se consolida no futebol mineiro, agora no profissional. Foto: Arquivo pessoal"][/vc_column][/vc_row]

Longe de sua terra natal há mais de uma década, o professor de Educação Física de 39 anos, formado pela UFSM, que é Especialista em Treinamento Esportivo pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) e Mestre em Treinamento Esportivo, também pela UFMG, iniciou a carreira no Inter-SM no final da década de 90 e se transferiu logo depois para Minas Gerais, onde atuou por 10 anos nos três grandes clubes do estado (América, Cruzeiro e Atlético), antes de assumir o  sub-20 do Palmeiras. Em maio de 2015, voltou ao Galo após deixar o Verdão. No clube paulista, foi vice-campeão brasileiro sub-20 em 2013. Em dezembro de 2017, Diogo deixou o Atlético e assumiu no início da temporada o comando do trabalho no futebol desde a base (sub-20) até o profissional do Coimbra.

Diogo se destacou no futebol mineiro com resultados consistentes em equipes de base, principalmente no Atlético, onde levou o júnior do Galo à semifinal da Copa do Brasil sub-20 na temporada 2015 e comandou o time profissional nas duas últimas rodadas do Brasileirão 2016, após a saída de Levir Culpi, com uma derrota (2 a 1 para o Grêmio), e uma vitória (3 a 0 sobre a Chapecoense), que garantiu o vice-campeonato e a vaga direta na Copa Libertadores da América ao alvinegro de Minas. No ano seguinte, também comandou interinamente o Galo nas três últimas rodadas do Brasileirão, após a demissão de Marcelo Oliveira. No comando da equipe sub-20, levou o Alvinegro de Belo Horizonte ao título do Torneio de Terborg, disputado na Holanda, em 2016.

Na primeira passagem pela Cidade do Galo, entre dezembro de 2007 e abril de 2013, o treinador comandou a equipe juvenil atleticana, quando conquistou oito títulos: o tetracampeonato do Torneio Future Champions (2010/11) em Belo Horizonte e (2011/12) na África do Sul; o Torneio de Gradisca na Itália (2008), a Copa Integração sub-16 (2008), e o bi campeonato estadual (2011/12), somando quase 20 resultados expressivos, entre títulos e vice-campeonatos.

Com o contrato renovado para 2019, Giacomini, que chegou ao seu 13º título, espera dar continuidade à carreira no futebol profissional, após quase 14 anos focado no processo de formação de jogadores em categorias de base.

- Eu penso que essa transição tenha sido definitiva (base para profissional). Logicamente que é muito difícil no futebol a gente fazer planos a médio e longo prazo, pois algumas oportunidades surgem e realmente não descarto a possibilidade voltar a trabalhar com a base, mas, não é o meu intuito a partir de agora. Vou continuar no Coimbra que está dando a estrutura e o alicerce para essa transição. - afirmou em entrevista ao EsporteSUL.

s2Member®