Santa-marienses sobem ao pódio do Campeonato Sul-Americano de Jiu-Jitsu

Foi com altos e baixos, vitórias e tropeços, mas com valiosas experiências e grande evolução que o jiu-jitsu do Coração do Rio Grande encerrou o último final de semana apos marcar presença em duas das principais competições nacionais da reta final da temporada: o Campeonato Sul-Americano, da IBJJF, em São Paulo, e do Abu Dhabi Grand Slam Rio de Janeiro, da UAEJJF, no Rio de Janeiro.

O brilho maior dos santa-marienses ocorreu na paulista Barueri, pelo Campeonato Sul-Americano, onde três atletas locais alcançaram a marca de quatro medalhas. Destaque maior para a faixa azul Diosana Frigo, da Drill BJJ School, que faturou o double gold na categoria peso (Master 1/Pluma) e absoluto. Namorado de Diosana e também da Drill, o faixa azul Daniel Lopes fechou sua participação com o bronze na Master 1/Pluma. Já o santa-mariense Thiago Saldanha, faixa marrom que hoje defende a paulista Ryan Gracie, também foi bronze na Adulto/Pesado.

– O Sul-Americano foi um campeonato muito especial por vários motivos e as três medalhas que estamos levando para Santa Maria potencializaram tudo isso. Foi a primeira competição dessa magnitude que o Daniel e eu participamos e defendemos nossa equipe fora do estado. No meu caso, ainda lutei pela primeira vez na categoria Master 1 e, para se ter uma ideia, o absoluto foi mais disputado que na categoria adulto. Além do foco nas nossas lutas, foi muito legal ver referências do jiu-jitsu em ação, como a faixa preta Talita Treta e o faixa preta master Megaton. Agora imaginem toda essa experiência e aprendizado somados ao fato de no dia das nossas lutas ser o aniversário do Daniel. Foi realmente incrível e só tenho agradecimentos ao meu mestre que mesmo longe nos orientou em cada batalha, além de todos os instrutores e colegas da Drill pelos detalhes ajustados e pelos treinos duros. Essas medalhas ao mesmo tempo que são frutos da nossa dedicação, também têm um pouquinho de cada um que contribuiu para que isso acontecesse. – comenta Diosana Frigo.

Diosana Frigo venceu a categoria e também o absoluto. (Foto: Divulgação/IBJJF)

Já pelo forte e prestigiado Abu Dhabi Grand Slam Rio de Janeiro os santa-marienses ficaram pelo meio do caminho e sem nenhum pódio. No total sete atletas da Thork JJ entraram em ação na Cidada Maravilhosa. São eles: o faixa preta Léo Morosetti, os faixas marrom Mel Cueto e Tiago Amabilia, os faixas azul Eduardo Fernandes “Jacaré” e João Victo e os faixas brancas Leonardo Friedrich e Veluma Molina.

Notícias Relacionadas