Inter leva gol no fim e empata com o Paraná na despedida do Brasileirão

O Internacional perdeu a chance de fazer a sua melhor campanha da história dos pontos corridos. Neste domingo, o Colorado ficou no empate em 1 a 1 contra o Paraná, no Durival Britto, em Curitiba. O resultado faz com que os comandados de Odair Hellmann fiquem em terceiro lugar, com 69 pontos. Dessa forma, acabou desperdiçando a oportunidade de ter a sua melhor performance no torneio nacional.

Ao longo dos 90 minutos, a partida foi um misto de poucas e muitas emoções. No primeiro tempo, as equipes produziram quase nada, e o placar zerado se mostrou justo. Na etapa final, o Inter abriu o placar com Jonatan Álvez, teve boas chances, mas não matou o jogo. Esforçado, o Tricolor foi premiado com um gol aos 46 minutos, Jhonny Lucas foi quem anotou.

Após o apito final, a equipe gaúcha foi até a torcida para agradecer o apoio. Os fãs, por sua vez, reconheceram a excelente campanha do Internacional, que depois de voltar para a primeira divisão fez um belo Campeonato Brasileiro. O resultado também faz com que o Colorado feche em terceiro lugar e vá direto para a fase de grupos da próxima edição da Libertadores.

Inter sofreu empate nos minutos finais. (Foto: Ricardo Duarte/Internacional)

Primeiro tempo monótono, com poucas chances e zerado

A primeira boa chance foi do Internacional. Em descida pela direita, a bola foi cruzada na área, buscando Wellington Silva. Mas Jesiel apareceu para fazer o corte. Foi a única boa jogada da partida até a metade do primeiro tempo.

Aos 25, o Inter teve a sua melhor chegada até o momento. Rossi chegou bem em jogada pela linha de fundo e bateu cruzado. Dois minutos depois, Camilo arriscou de fora da área, que passou à esquerda do gol de Richard. Esta foi a primeira finalização do Colorado.

Sem nada a perder, o Tricolor assustou aos 32 minutos. Andrey foi lançado, conseguiu dominar e tirar a marcação, mas chutou com força e sem direção. A bola subiu muito, sem assustar Marcelo Lomba.

Os comandados de Odair Hellmann voltaram a assustar em jogada de Rossi. Após invadir a área, o atacante serviu Jonatan Alvez, e de fora da área o atacante bateu para fora do gol com a perna esquerda. Foi a última jogada do morno primeiro tempo que acabou zerado.

Nico López, entra, resolve e Inter vence

Aparentemente, na etapa complementar as equipes resolveram jogar, pois logo a um minuto, o lanterna chegou com perigo. Em cruzamento na área, Andrey subiu sozinho para cabecear, Lomba defendeu.

Dois minutos mais tarde, os gaúchos responderam com Jonatan Álvez, que driblou Richard, ficou sem ângulo e tentou o cruzamento para dentro da área. A defesa do Tricolor fez o corte com um chutão. Em seguida, Kessley fez linda jogada, mas acabou finalizando de forma pífia.

Nico López entrou aos 17 minutos de partida, três minutos depois, saiu o gol do Internacional. O artilheiro uruguaio escapou pela esquerda, tirou a marcação e cruzou no pé de Jonatan Álvez só escorar para o fundo das redes.

Tentando fechar o Brasileirão com dignidade, o Paraná voltou a chegar. Juninho deu passe de calcanhar para Felipe Augusto, que arriscou, mas parou em Marcelo Lomba. O Colorado respondeu com Álvez, que bateu cruzado, porém, a bola subiu demais.

Felipe Augusto mais uma vez tentou em finalização forte. A redonda desviou, traiu Lomba, mas para a sorte do goleiro foi pela linha de fundo. Até que no último lance do confronto, Jhonny Lucas conseguiu marcar, após grande jogada individual e deixar tudo igual em 1 a 1.

FICHA TÉCNICA
PARANÁ 1 X 1 INTERNACIONAL

Local: Estádio Durival Britto, em Curitiba (PR)
Data: 2 de dezembro de 2018, domingo
Horário: 17h00 (horário de Brasília)
Árbitro: Rodrigo Carvalhes de Miranda (RJ)
Assistentes: Rodrigo Figueiredo Henrique Correa e Michel Correia, ambos do RJ
Público:
Renda:
Cartões amarelos: Alesson (Paraná);Edenílson e Rossi (Internacional)
Cartão vermelho: Andrey (Paraná)
Gols: PARANÁ: Jhonny Lucas aos 46 minutos do segundo tempo.
INTERNACIONAL: Jonatan Álvez aos 20 minutos do segundo tempo

PARANÁ: Richard; Wesley Dias, Jesiel, Charles (Rayan) e Igor (Felipe Augusto); Jhony (Bruno), Alesson e Jhonny Lucas; Juninho, Keslley e Andrey.
Técnico: Dado Cavalcanti

INTERNACIONAL: Marcelo Lomba; Edenílson, Rodrigo Moledo, Victor Cuesta e Uendel; Gabriel Dias, Juan Alano (Sarrafiore) e Camilo; Rossi (Patrick), Wellington Silva (Nico López) e Jonatan Álvez.
Técnico: Odair Hellmann

Via Gazeta Esportiva

Notícias Relacionadas