CÓPIA PROIBIDA

CONTEÚDO PROTEGIDO PELA LEI DE DIREITOS AUTORAIS

EsporteSUL - O esporte daqui é aqui www.esportesul.comFacebookInstagramTwitter

Descontentes com o desempenho do Inter-SM, torcedores comentam sobre o momento atual do clube

No próximo domingo (17/03), o Inter-SM enfrentará a equipe do São Paulo de Rio Grande em jogo válido pela oitava rodada da Divisão de Acesso 2019. Vinda de quatro derrotas consecutivas e ocupando a penúltima posição do campeonato, com  apenas 5 pontos, a equipe alvirrubra, que iniciou a competição dando esperanças à torcida, atravessa o pior momento da temporada e já briga para não cair. O EsporteSUL foi atrás da opinião dos torcedores alvirrubros, que demonstraram preocupação com a atual situação do clube.

[vc_row][vc_column][mk_image src="http://esportesul.com/wp-content/uploads/2019/03/54729033_10216527678877715_1630182788843962368_n.jpg" image_size="full" desc="Torcida Fanáticos apoiando o Inter- SM no Presidente Vargas. Foto: Diogo Viedo EsporteSUL"][/vc_column][/vc_row]

Veja abaixo a opinião de cinco torcedores ouvidos pelo Esporte SUL:

Mirtes Brum do Nascimento, 44 anos

[mk_blockquote style="quote-style" font_family="none" text_size="12" align="left"]

''Está difícil a situação do Inter-SM, acho que só quem convive direto lá dentro talvez tenha uma resposta melhor. Mas sei que a diretoria está fazendo o melhor possível. Temos consciência que não é fácil. Agora é hora de motivar, incentivar os jogadores, sabemos que os torcedores às vezes podem ser cruéis.  Pude notar também que está faltando união entre os próprios atletas, precisamos ganhar no domingo, caso contrário ficará bem  difícil a situação''.

[/mk_blockquote]

Mauricio Antunes, 31 anos

[mk_blockquote style="quote-style" font_family="none" text_size="12" align="left"]

''A atual situação é muito preocupante, já que todos esperávamos mais uma boa campanha como nos últimos anos, claro que com um pouco de desconfiança, já que o nome do treinador apresentado no começo não era de total agrado do torcedor. Como torcedor e ex-presidente da Fanáticos (torcida organizada Fanáticos da Baixada), tenho sim esperança, somos um clube de tradição no futebol gaúcho, acredito no trabalho do atual treinador, mas não será fácil, precisamos muito mais que futebol para reverter a atual situação. O atual presidente Mello é de nossa confiança e tem uma história vitoriosa no clube, mas também precisamos aproximar a torcida ao clube no momento todos estamos distantes, um clube do interior precisa ser o máximo possível transparente e levar a comunidade para dentro do clube. Hoje o torcedor se sente desmotivado, nos primeiros jogos a comunidade lotou a Baixada e não gostou nada do que viu e dificilmente a Baixada voltará a ter um bom público. Hoje a mudança tem que ser no futebol, saber quem trouxe e quais os critérios usados para tais contratações, aprender com os erros. As próximas contratações que são de máxima urgência devem ser cirúrgicas para que venham e resolvam as carências da equipe, corremos grande risco de rebaixamento mas com vontade e empenho tanto da direção quanto do grupo de jogadores e apoio do torcedor, acredito em uma volta por cima da equipe alvirrubra''.

[/mk_blockquote]

Lorenzo Franchi, 23 anos

[mk_blockquote style="quote-style" font_family="none" text_size="12" align="left"]

''A situação do Inter-SM é crítica, complicada. O time não faz boas atuações, esboça pouca confiança aos torcedores. A proximidade com a zona de rebaixamento assusta. Esse temor de queda se deve muito ao futebol, que não se repete aos anos anteriores. Se criou uma atmosfera positiva no início do campeonato, que não se confirmou. O Alvirrubro pontuou apenas nas três primeiras rodadas, depois só derrotas. Nessa reta final o clube tem que ter como definido seu objetivo, no momento é não cair. A gente que acompanha o time, vai ao estádio espera por uma reação. Como se diz no futebol, é hora de fechar a casinha. Depois buscar ser efetivo. Com esse momento de campeonato, mais importante que as peças, é a determinação, a imposição dos atletas em campo. O grupo deve estar unido. Por vezes o Inter parece um time desconectado, com pouca comunicação''.

[/mk_blockquote]

Michel Augusto Schunke, 20 anos

[mk_blockquote style="quote-style" font_family="none" text_size="12" align="left"]

‘’O Inter-SM ainda está tentando se encontrar, desde a saída de Vinícius Munhoz. A equipe fez um bom segundo semestre no ano passado, chegaram às oitavas de final da Copa Wianey Carlet e levou muitas dificuldades para o Grêmio B. Na atual temporada, o time até começou bem a Divisão de Acesso, com uma vitória e dois empates. Mas aí veio a terrível sequência de quatro derrotas consecutivas, afundando o time na zona de rebaixamento e diminuindo a empolgação com a temporada de 2019. O torcedor tem vivo na memória os diversos momentos de alegrias dos dois últimos anos quando a equipe foi longe e fez todos sonharem. Méritos de Vinícius Munhoz que fez um trabalho brilhante e fez a equipe entregar muito mais do que podia. Falta para o Inter-SM usar Munhoz como espelho e trazer um técnico que pense futebol como ele, ou que se aproxime disso. Talvez Sananduva não seja do mesmo perfil, mas precisa ter respaldo da diretoria e confiança da torcida para poder fazer o seu melhor. O ano não está perdido ainda, mas o time precisa reagir rápido, nesse momento o resultado é mais importante que o desempenho. A realidade do time nos últimos dois anos era tentar o acesso, hoje é tentar não cair. Para isso, a torcida tem que se unir como nunca!’’

[/mk_blockquote]

Andressa Almeida, 22 anos

[mk_blockquote style="quote-style" font_family="none" text_size="12" align="left"]

''O Inter-SM poderia melhorar as escolhas dos jogadores, trazendo novos reforços, ou até mesmo fazendo mudanças no modo de jogar, já que da maneira atual não está dando certo. A situação atual está péssima, se houver mudanças na preparação física dos jogadores até pode ter alguma esperança de melhora, mas do jeito que está duvido muito''.

[/mk_blockquote]

s2Member®
s2Member®