Maria Portela é convocada para o Mundial de Judô 2019

Maria Portela é convocada para o Mundial de Judô 2019 – EsporteSUL

Para continuar lendo, identifique-se com nome e email.

A CBJ anunciou no início da tarde desta segunda-feira (13/05), a convocação para o Campeonato Mundial, que neste ano ocorrerá entre os dias 25 de agosto e 1º de setembro, em Tóquio, no Japão. Dos 19 atletas chamados, oito atuam na Sogipa. O número de participantes é um recorde para o judô gaúcho, e entre eles, a judoca Maria Portela, atualmente a número 7 do mundo na categoria -70kg, com 4552 pontos.

Maria-Portela-Gabriela-Sabau
Maria Portela foi confirmada para o Mundial. Foto: Gabriela Sabau/IJF

Os sogipanos convocados foram: Nathália Brígida (48kg), Ketleyn Quadros (63kg), Maria Portela (70kg) e Mayra Aguiar (78kg); Felipe Kitadai (60kg), Daniel Cargnin (66kg), Rafael Macedo (90kg) e Leonardo Gonçalves (100kg).

- É uma participação muito numerosa e que nos dá bastante expectativa, especialmente por conta de nossa experiência. A gente vem buscando medalhas desde 2005 e, mais uma vez, vamos fortes para representar o judô gaúcho e brasileiro. - exaltou o sensei Antônio Carlos Pereira, o Kiko.

Além deles, também foram convocados: Larissa Pimenta (52kg), Eleudis Valentim (52kg), Rafaela Silva (57kg), Maria Suelen Altheman (+78kg) e Beatriz Souza (+78kg); Eric Takabatake (60kg), Eduardo Yudy (81kg), Rafael Buzacarini (100kg), David Moura (+100kg) e Rafael Silva (+100kg).

Prévia olímpica

Faltando cerca de 100 dias para a estreia no Mundial, o grupo irá participar de três competições – Grand Prix de Montreal, Grand Prix de Budapeste e Jogos Pan-Americanos de Lima – além de períodos de treinamentos de campo, na Europa. A aclimatação ao Japão inicia logo depois da participação em Lima.

- Além de testar toda a nossa operação logística, esse Mundial servirá também para os atletas sentirem o clima olímpico, lutando na histórica arena Nippon Budokan contra adversários que muito possivelmente estarão em Tóquio-2020. Será um ótimo teste para os Jogos Olímpicos. - sinalizou o gestor de alto rendimento da CBJ, Ney Wilson.

* Via Judô RS.