CÓPIA PROIBIDA

CONTEÚDO PROTEGIDO PELA LEI DE DIREITOS AUTORAIS

EsporteSUL - O esporte daqui é aqui www.esportesul.comFacebookInstagramTwitter

Com estreia de novo técnico, União Independente busca a reabilitação na Série Ouro contra a lanterna ARE

Técnico Henrique Fortes vai comandar a sua primeira partida oficial nesta sua terceira passagem pelo clube áureo-cerúleo

Henrique Braibante é o novo técnico da AEU. (Foto: Felipe Tubino/EsporteSUL)

Um novo União Independente entrará em quadra neste sábado (08/06), no Centro Desportivo Municipal (CDM). Essa é a esperança e ambição da diretoria e do torcedor áureo-cerúleo para o duelo contra a Associação Rosário de Esportes (ARE), de Rosário do Sul, às 20h, válida pela sétima rodada do Grupo A da Série Ouro 2019.

E o símbolo deste novo União e principal atração do confronto estará no banco de reservas. Após dois resultados negativos em sequência, incluindo a dolorida derrota de 2 a 0 no clássico para a UFSM, o União apostou na troca de comando técnico para a sequência da competição estadual. No lugar de Guto Maurente o clube "repatriou" Henrique Fortes Braibante, que faz a sua estreia oficial na terceira passagem pelo clube neste sábado.

- Agora é uma nova etapa. Queremos projetar uma nova fase pro União dentro da competição, precisamos pontuar rapidamente e vejo que o início é muito promissor nos treinamentos. Não tive tanto tempo de trabalho, mas o bom fato que aconteceu foi o que nosso jogo da semana passada foi transferido e tive um pouco mais tempo de treino. Mas o estado anímico dos atletas está muito bom, estou gostando da disposição deles para reagir, chegar neste novo momento. Estão imbuídos neste mesmo objetivo, de uma forma simples mas sempre muito eficaz tanto de defender e atacar. É um inicio promissor e que vai tentar ser concretizado no jogo deste sábado. - afirma o treinador Henrique Fortes.

Desde que foi anunciado como técnico áureo-cerúleo Henrique Fortes dirigiu cinco sessões de treinamentos mais o jogo-treino contra o Juventude, no último sábado, vencido por 3 a 1. Mas se o tempo ainda é um inimigo, ao lado do treinador está o fato de já ter trabalhado com boa parte do elenco atual.

- Talvez o ponto mais importante de entrar no meio de uma temporada é já conhecer pelo menos as características dos atletas. Me atualizei nesses treinos realizados de como eles estão, de como juntar essas peças que estão ali neste momento. Os jogadores me ajudaram bastante, colaboraram muito nisso e quero fazer disto um ponto forte. Minimizar esse pouco tempo de trabalho com o fato de já nos conhecermos já colocando algumas coisas em prática. Facilita a forma de jogar, facilita a comunicação e vamos fazer disto uma arma. - diz o técnico.

Mas para o duelo contra o clube rosariense Fortes não poderá contar com duas importantes peças do time. O pivô Bruno Costa, com uma fratura no dedo do pé, e o ala João, com lesão muscular, seguem de fora apenas realizando tratamento.

Quinto colocado do Grupo A com 6 pontos, o União acumula até agora na Série Ouro duas vitórias e duas derrotas. Já o time a ARE, que tem como principais atrações Dionatan e Bruno Flores, atletas que integraram o elenco do Inter-SM na Divisão de Acesso de 2019, é o lanterna com apenas 3 pontos, com uma vitória e quatro derrotas. Será o primeiro confronto da história entre as duas equipes.

- Procuro estudar muito o adversário. Temos que jogar o jogo antecipadamente, tentar se surpreender o mínimo na hora do jogo. Tento levar informações aos atletas através de imagens e das minhas análises. É muito importante dentro do nosso plano de jogo que o atleta saiba o que vamos enfrentar. O jogo é dinâmico, na hora pode mudar, mas sabendo já iniciamos mais fortalecidos. Fiz um compacto dos dois últimos jogos do time de Rosário para os atletas. É uma equipe que tem jogadores de boa capacidade física, força na marcação, consegue muitos desarmes, um time dinâmico, e também tem muitos chutadores até por ter atletas oriundos do futebol de campo. - acrescenta o técnico Henrique Fortes.

s2Member®