CÓPIA PROIBIDA

CONTEÚDO PROTEGIDO PELA LEI DE DIREITOS AUTORAIS

EsporteSUL - O esporte daqui é aqui www.esportesul.comFacebookInstagramTwitter

Assim como em 1989, 1949 e em todas as outras edições disputadas no país, o Brasil conquistou a Copa América. Foi o primeiro título conquistado na Nova Era do Futebol Mundial. O Tetra da Copa das Confederações em 2013 faz parte de outro momento do esporte, pré Copa 2014. Assim como o Ouro Olímpico na Rio 2016 não apresenta o mesmo peso da conquista do último domingo.

O isolado e abandonado palco do Maracanã recebeu a bela final contra os peruanos. O carisma de Paolo Guerrero pode se dizer que foi a grande força motriz do time do Pacífico no caminho para a final da competição. E que emoção deve ter sido para a torcida do Inter quando ele enfrentou Alisson. Porém no Grenal da CONMEBOL Copa América 2019 os gremistas ficaram em larga vantagem.

Enquanto os colorados contavam com Paolo Guerrero, Charles Aranguiz e Alisson Becker, os gremistas se deliciaram com Everton Cebolinha e seu destaque total na competição assumindo protagonismo e salvando Tite em muitos momentos. Além da Arena receber os jogos no estado com destaque para o jogaço entre uruguaios e a jovem seleção japonesa e a semifinal entre os rivais do Pacífico.

Apesar de muitos comentários argentinos (tema para um próximo texto), apesar do gesto de Gabriel Jesus ao ser expulso, apesar do VAR confirmar um pênalti inexiste para a consagração de Richarlyson, a Copa América encerrou com o melhor time campeão. Talvez o único a desejar o título, ou ,segundo os argentinos, o único que poderia levantar a taça.

Vinicius Geissler é psicólogo formado pelo Centro Universitário Franciscano e Coaching graduado pela SLAC. Atua na área esportiva desde 2013 e escreve nas horas vagas.

s2Member®