CÓPIA PROIBIDA

CONTEÚDO PROTEGIDO PELA LEI DE DIREITOS AUTORAIS

EsporteSUL - O esporte daqui é aqui www.esportesul.comFacebookInstagramTwitter

Em seu retorno aos gramados, Riograndense empata amistoso em Caçapava do Sul

Vitor Sanchez e Jéferson marcaram os gols do Periquito

(Foto: Divulgação/RFC)

O dia 1º de setembro de 2019 é mais um que ficará marcado na história centenária do Riograndense. Exatos 827 depois da sua última partida oficial, na fatídica temporada de 2017, o clube esmeraldino voltou a entrar em campo com seu time principal para o primeiro amistoso desta retomada do futebol profissional do time da zona norte santa-mariense, que visa a participação na Terceirona Gaúcha de 2020.

Em Caçapava do Sul, o time liderado pelo técnico Leonardo Ribeiro enfrentou a Seleção Municipal de Caçapava do Sul, na tarde deste domingo, e voltou para casa com o empate em 2 a 2, no confronto em que o placar era mesmo secundário, já que o principal foi mesmo o regresso do futebol ao Periquito.

Após sair atrás do placar, o Riograndense buscou o empate aos 15 minutos do segundo tempo em gol marcado pelo camisa 10 Vitor Sanchez. Os donos da casa voltaram a pular na frente aos 25 minutos, em cobrança de falta, mas, mostrando mais uma vez poder de reação, o Periquito buscou o empate com Jéferson aos 35 minutos.

- No começo do jogo fomos bem, mas caímos muito depois desse período. Eles baixaram suas linhas e avançaram com os meias jogando nas costas dos volantes. Foi um sufoco. Terminamos com apenas 28% de posse de bola, muito baixa, pois queríamos ganhar na correria. Claro que sabíamos que iria ser complicado, pois muitos ali nunca tinham jogado profissionalmente. Já no segundo tempo conseguimos encaixar a marcação e empatar. Estávamos melhor e em um gol de falta eles fizeram o segundo. Mas fomos buscar novamente o empate já com com mais qualidade, com 53% de posse. No resumo foi um amistoso muito bom, com qualidade e jogadores que queriam jogar de todos os lados. - avaliou o técnico Leonardo Ribeiro.

Destaque do duelo, com um gol e passe para o segundo, Vitor Sanchez também comentou sobre o amistoso e o gol marcado logo em sua terra natal:

- Foi muito bom esse primeiro teste. O primeiro tempo infelizmente a gente não conseguiu desenvolver o estilo de jogo que o professor Leonardo sempre pede, mas no segundo tempo o professor fez umas mudanças no time que surtiram efeito. Conseguimos equiparar o jogo e graças a Deus fui abençoado com gol, consegui ajudar um pouco a equipe. O importante mesmo agora é a sequência no trabalho e nos amistosos, já que nosso foco principal é a Terceirona. - afirma o meio-campo Vitor Sanchez, que acrescentou:

- Foi na sensação incrível quando fiz meu primeiro gol com a camisa esmeraldina. Mesmo sendo longe da nossa torcida eu pude sentir a honra de vestir essa camiseta, muito também por eu ser caçapavano. Foi um recomeço especial para o Riograndense e pra mim também. Dedico em especial a minha família que sempre me apoia e ao Eugênio meu procurador que me ajudou a estar ali no Riograndense.

O Riograndense retoma as atividades nesta segunda-feira já de olho em seu segundo teste. No próximo domingo (08/09) o time de Leonardo Ribeiro viaja desta vez até Lavras do Sul para o amistoso contra o Vasco da Gama.

s2Member®