CÓPIA PROIBIDA

CONTEÚDO PROTEGIDO PELA LEI DE DIREITOS AUTORAIS

EsporteSUL - O esporte daqui é aqui www.esportesul.comFacebookInstagramTwitter

Ex-atacante Alex Rossi visita Marítimo e emociona atletas com sua história de superação

Alex Rossi levou sua história de vida aos meninos do Marítimo. Foto: Divulgação

Um dos mais bem-sucedidos atacantes que surgiram no futebol santa-mariense nas últimas décadas retornou ao Coração do Rio Grande na última quarta-feira (04/09) para uma missão especial. Conhecido como Touro Indomável, devido à sua força e explosão, o ex-atacante Alex Rossi, que despontou no Inter-SM em 1990 e se transferiu logo em seguida para o Colorado da capital, esteve na sede da Escola de Futebol do Marítimo de Santa Maria para levar a cerca de 30 jovens atletas, sua experiência de atleta vencedor e sua retomada após a luta contra a dependência química.

Diante de meninos das categorias sub-13, sub-15 e sub-17, o ex-camisa 7 do Inter que marcou gol em Gre-Nal decisivo e conquistou o campeonato gaúcho de 1991 e que atualmente vive em sua cidade natal Cacequi, emocionou os atletas que defendem as cores do clube português que desenvolve atividades no centro do estado.

Alex Rossi emocionou pais e atletas em visita à sede do Marítimo, no Cerrito. Foto: Divulgação

- Eu fiz questão de ir, conversar com os guris. Foi de crescimento, tanto para eles como pra mim. O Alex está aí, numa fase boa, depois de aprender muita coisa. -  destaca Rossi.

- Nosso intuito foi trazer ele para passar algumas situações aos meninos. Alguns meninos de qualidade chegam em clubes grandes, atingem um sucesso, mas não têm estrutura familiar. É vendo exemplos que eles vão saber lá na frente fazer as coisas certas. - comenta Daniel Neves, um dos coordenadores do Marítimo em Santa Maria.

- O que eu procurei passar para eles é a realidade do dia-dia, alguns princípios. Não desistir nunca, se dedicar ao máximo, aproveitar as oportunidades, não subestimar drogas. Foi uma recapitulação do que passei. - revela Alex,  que afirma viver o seu melhor momento atualmente, ao lado de sua esposa Márcia e dois de seus cinco filhos, os gêmeos Miguel e Isabela.

Além de Inter-SM e Internacional, onde foi bicampeão gaúcho (91 e 92), Rossi também atuou por Cerro Porteño (PAR), onde conquistou o título paraguaio, Rosário Central (ARG), Universitário (PER), Corinthians, Osasuna (ESP), Avaí, São Caetano, Ipatinga, Inter de Limeira, Caldense e Tupi, onde encerrou a carreira profissional em 2003.

Entre 2014 e 2015, passou pelo seu pior momento na vida pessoal. Dependente químico, decidiu pela internação na Comunidade Terapêutica de Ivorá, a Fazenda do Senhor Jesus, onde esteve em recuperação durante nove meses.

- A gente não convidou ele para expor a pessoa Alex, mas para orientar os meninos, saber que existem caminhos errados. Ele é um cara que rodou o mundo, hoje é alguém que tem uma vida simples, mas tem uma consciência de que poderia ter feito melhor. E essa experiência pra nós também é gratificante. - finaliza Daniel, que teve o apoio dos familiares dos pequenos jogadores para convidar o ex-craque a visitar o complexo esportivo da filial santa-mariense do clube da Ilha da Madeira.

Visita de Alex Rossi ao Marítimo alertou sobre as armadilhas da profissão de jogador de futebol. Foto: Divulgação

s2Member®