Santa-mariense Daniel Gaúcho faz história na África do Sul e é campeão mundial de MMA

Lutador da CM System é o primeiro detentor do cinturão peso-médio do Brave CF

(Foto: Divulgação/Brave CF)

É de Santa Maria o primeiro campeão mundial peso-médio do Brave Combat Federation, organização de MMA fundada pelo Xeique Khalid bin Hamad Al Khalifa, príncipe do Bahrein, apontado como o maior evento da modalidade do Oriente Médio e um dos que mais crescem no mundo.

Daniel Daniel Pereira "Gaúcho", de 28 anos, entrou para a história do MMA (Mixed Martial Arts, ou artes marciais mistas). na noite do último sábado (07/12), na Africa do Sul, pela edição número 31 da companhia, quando derrotou na luta principal o atleta da casa Chad Hanekom com nocaute no segundo round. Um dia inesquecível para Daniel e para o esporte santa-mariense.

- Talvez não existam palavras suficientes e significativas que me permitam agradecer a Deus por essa vitória conquistada. Quero agradecer a todos que de diferentes formas contribuíram para que está vitória fosse possível. Ninguém triunfa sem ajuda e o melhor de cada vitória é poder dividi-la com quem é importante para nós. Minha gratidão a todos que fazem parte da minha vida e a quem acompanhou minha longa e difícil jornada desde o início. - afirma o Daniel "Gaúcho, hoje integrante o time de competidores da CM System, de Curitiba, no Paraná, equipe liderada pelo lutador e treinador Cristiano Marcelo, que contabiliza apresentações nos renomados Meca World, Pride FC e UFC.

Na vitória mais expressiva da carreira, Daniel "Gaúcho"conteve as investidas do oponente no primeiro round, que chegou a montar sobre o santa-mariense e pegar suas costas. Já no segundo round o santa-mariense mostrou o seu boxe afiado, modalidade que ingressou no mundo das lutas em Santa Maria, e partiu para a trocação franca, conectando potentes golpes e garantindo o triunfo e cinturão no Brave CF 31 por nocaute.

- Foi uma luta dura. Ele tentava me colocar pra baixo, pegou minhas costas até, tentou encaixar um mata leão. Foi aquela briga. Cada vez que levantava eu trabalhava o boxe, então foi uma briga bem pegada. No segundo round ele tentou me colocar pra baixo novamente, eu reverti uma queda, e acabei encaixando bons socos. Foi uma guerra. - diz Daniel, que contabiliza agora nove vitórias e duas derrotas em seu cartel.

Primeiro treinador de Daniel em Santa Maria, o técnico Jonas Cavitchoni, da Cavitchoni Team Boxing, também comentou sobre a conquista mundial do seu pupilo:

- Minha sensação de ver este título de Daniel é de dever cumprido. Treinei ele desde os 15 anos. Um atleta muito dedicado, sempre dando seu máximo, sempre respeitou os treinos, sem reclamações. E hoje esta aí o resultado.

Logo após faturar o cinturão do Brave CF, ainda no cage de Durban, o santa-mariense aceitou a luta contra o libanês Mohammad Fakhreddine, que deve ser confirmado pela organização como o seu próximo adversário. Além deste combate, a vitória histórica do último sábado também deve abrir outras e maiores portas para Daniel "Gaúcho" no MMA.

- Acabei de sair da luta e já fui desafiado para defender o cinturão. O Mohammad Fakhreddine é o primeiro da fila pra me enfrentar. Agora é isto. Se foi difícil chegar ao topo, agora é se manter no topo. Tenho que treinar, continuar dando duro para se manter neste topo, não deixar o cinturão ficar passando de mão em mão.

s2Member®

CÓPIA PROIBIDA

CONTEÚDO PROTEGIDO PELA LEI DE DIREITOS AUTORAIS

EsporteSUL - O esporte daqui é aqui www.esportesul.comFacebookInstagramTwitter