Por videoconferência, FGF confirma suspensão da Divisão de Acesso por tempo indeterminado

Reunião realizada entre os clubes participantes e a entidade máxima do futebol gaúcho nesta terça-feira (24/03) debateu principalmente o futuro dos contratos dos jogadores durante o período de paralisação do futebol estadual. Prazo para a retomada não foi estipulado

(Foto: Arquivo Pessoal)

A Federação Gaúcha de Futebol (FGF) e os representantes dos dezesseis clubes participantes da Divisão de Acesso 2020 realizaram uma reunião por videoconferência tarde desta terça-feira (24/03) para tratarem o caminho da segunda divisão do futebol estadual diante da pandemia do coronavírus. Contudo, apesar de longo, com cerca de três horas de duração, o debate não elucidou todas as questões levantados pelas equipes e por milhares de torcedores.

A única certeza é que a que já se desenhava, que assim como a maioria das competições a Divisão de Acesso segue agora parada por tempo indeterminado, alongando o prazo de quinze dias inicial determinado pela entidade.

Na videoconferência desta terça as conversas giraram em sua maioria sobre as questões contratuais com os jogadores durante o período de paralisação ocasionada pelo Covid-19 e sobre a saúde financeira dos clubes, já que sem futebol estanca também a arrecadação financeira, principalmente geradas por bilheterias e patrocínios.

Junto com os dirigentes e o presidente da FGF, Luciano Hocsman, também participaram da reunião virtual o diretor jurídico Carlos Schneider e o advogado trabalhista Ricardo Gehling.

- Foi decidido que o campeonato para por tempo indeterminado. Primeiro tinha parado por 15 dias e agora por tempo indeterminado. A FGF junto com seu jurídico vão tentar um acordo para amparar os atletas. O campeonato só volta quando o Ministério da Saúde convir que se pode ter jogos de futebol. Infelizmente estamos com esta pandemia, não temos o que fazer, mas também não podemos deixar os atletas com suas famílias desamparadas. Temos que procurar nos ajudar todo mundo. A FGF já está em tratativas com o Sindicato dos Atletas Profissionais do Rio Grande do Sul (SIAPERGS) para em conjunto chegar até o Ministério do Trabalho para ver se conseguem alguma coisa neste amparo dos atletas. - declara o presidente do Inter-SM, Jauri Daros.

Como a data da retomada da Divisão de Acesso está condicionada às orientações governamentais e dos órgãos de saúde, que estipulam para setembro a queda na transmissão do coronavírus, e os clubes participantes defendem opiniões diversas, mais detalhes sobre o andamento e moldes do campeonato só serão definidos nas próximas semanas.

- Alguns clubes acham que deveria terminar a competição, outras acham que não, outros precisam deste amparo. São opiniões diversificadas, mas a grande maioria está unida para que as coisas deem certo e que o campeonato continue. Que consigamos finalizar a Divisão de Acesso para ter dois classificados para a Série A do Gauchão. Mas tudo agora é uma incógnita, tudo depende do que vai acontecer no decorrer desses próximos dias. - acrescenta Daros.

Até lá as conversas seguem constantes entre os dirigentes dos clubes envolvidos, FGF e SIAPERGS.

- Temos um grupo no WhatsAPP, vamos trocando sempre ideias diárias por ali. Acho que até esta sexta ou na outra semana a FGF já deve ter alguma nova coisa para nos passar. - diz o mandatário alvirrubro.

s2Member®

CÓPIA PROIBIDA

CONTEÚDO PROTEGIDO PELA LEI DE DIREITOS AUTORAIS

EsporteSUL - O esporte daqui é aqui www.esportesul.comFacebookInstagramTwitter