Após período sabático para cursos e estudos, técnicos Lucas Fossatti mira o seu retorno ao futebol

Ex-técnico da dupla Rio-Nal está no processo final para obter a Licença B da CBF Academy

(Foto: Bruno Tech/EsporteSUL)

Natural de Ijuí, radicado no Coração do Rio Grande e uma das figuras célebres do futebol santa-mariense nos últimos anos, marcado como um dos poucos profissionais da história a dirigir tanto os times de base como principais da dupla Rio-Nal, o técnico Lucas Fossatti está há 295 dias longe da casamata.

O último trabalho do treinador de 44 anos e que se espelha em nomes consagrados como do italiano Carlo Ancelotti, do alemão Jürgen Klopp e do argentino Marcelo Bielsa foi no sub-19 do Inter-SM, onde entre três passagens entre 2016 e 2019 deixou o clube em outubro da temporada passada.

Porém todo este tempo não significa que Fossatti está afastado do futebol. Pelo contrário. Seguindo uma opção e caminho feitos por muitos comandantes, o treinador aproveitou estes quase dez meses sem atuar para o chamado "período sabático", termo dado a aquele momento em que qualquer pessoa ou profissional se dedica a algum projeto de vida particular.

No caso de Lucas Fossatti este tempo foi dedicado a cursos e palestras para aprimorar os conhecimentos teóricos, de metodologia de trabalho e também fazer um intercâmbio com troca de experiências e ideias com treinadores da elite do futebol nacional.

Lucas Fossatti, que além da dupla santa-mariense passou pela base do Cruzeiro, de Cachoeirinha, São José, de Porto Alegre, e Inter, de Porto Alegre, realizou e concluiu somente em 2020 um total de quatorze cursos de formação e "workshops" específicos (veja abaixo), entre eles o Curso de Jogo Ofensivo da CBF Academy, o braço educacional da CBF.

Mas a principal capacitação está no processo final, o curso para obter a Licença B da CBF Academy, dedicado aos profissionais de categorias de base. Lucas Fossatti passou quinze dias na capital paulista com aulas, palestras e outras atividades é claro, voltadas ao futebol que visam aperfeiçoamentos dentro e fora dos gramados.

Lucas Fossatti ao lado de Zetty durante as aulas da Licença B da CBF Academy. (Foto: Arquivo Pessoal)

A parte teórica e trabalhos seguiram por ensino à distância devido a pandemia do coronavírus, o que adiou também mais uma parte da chamada AOT (Acompanhamento e Observação de Treinamento).

Antes da pandemia o treinador já havia acompanhado treinos dos times de base do Inter, em Porto Alegre, e do Avaí, em Florianópolis. Assim que as atividades das categorias de base do Colorado forem retomadas, Fossatti retorna à capital gaúcha para mais uma etapa da observação e experiência. Até o final do ano o treinador deve ter em mãos o certificado da Licença B.

- Desde quando eu fui mandado embora do Inter-SM decidi que queria me aperfeiçoar, senti essa necessidade. Já tinha a intenção de fazer a Licença B da CBF. A tendência com o passar do tempo para poder atuar é ter essas licenças. Fui selecionado e fiz o curso em janeiro. E com esta pandemia aproveitei para fazer outros cursos na área do futebol, justamente com o objetivo de aprendizado, evoluir e se atualizar. Foi importante este período. As vezes na correria do dia a dia tu deixa fazer essas coisas que são tão importantes. - diz Lucas Fossatti.

O treinador comentou também sobre o contato e troca de experiências com outros técnicos que os cursos de especialização proporcionam. Lucas Fossatti chegou a ser colega de classe do técnico da Seleção Brasileira Sub-20 André Jardini, o técnico do Coritiba Eduardo Barroca, e o técnico Zé Ricardo, atualmente sem clube. Já entre os mediadores e palestrantes estavam nomes como os treinadores Paulo Autuori, Osmar Loss, Milton Mendes, Zetti, Rogério Micalli e Matheus Bacci, filho do técnico Tite e auxiliar da Seleção Brasileira.

- Foi fantástico. Esses caras tem uma experiência muito grande. Nas trocas de conversas e ideias que esses cursos proporcionavam o que eles falaram era de grande aprendizado. O que eu adquiri de conhecimento foi incrível. O que eles nos passam de conhecimento, experiência e situações vividas no futebol não tem preço. Foi de grande valia ter participado onde essas pessoas e profissionais foram colegas e ministrantes. - conta o técnico.

E com toda está bagagem a mais Fossatti se diz já estar pronto e preparado para voltar aos gramados. A intenção do treinador era voltar a casamata ainda em 2020, mas como o futebol de base e profissional foi totalmente prejudicado pela sombra do coronavírus a meta deve mesmo ficar para a próxima temporada.

- Já estava conversando no primeiro semestre com um clube, mas em função desta pandemia parou tudo e não vejo muita perspetiva neste segundo semestre. Vejo mais para o ano que vem. Minha intenção era trabalhar neste segundo semestre, mas acho mais difícil pela pandemia. Muitos times não vão disputar as categorias de base em função do que aconteceu. Mas trabalho mais com a possibilidade para o ano que vem, tanto profissional ou base, o que surgir e tiver boas condições de trabalho, uma proposta legal, que tenham um projeto. - completa Fossatti.

Confira abaixo os cursos e workshops realizados por Lucas Fossatti:

- Licença B da CBF Academy
- Jogo Ofensivo da CBF Academy
- Formação e desenvolvimento de Treinadores Módulo I e II
- Modelo de Jogo
- Processo de formação de Base de Futebol
- Compreendendo a Tática no Futebol: conceitos, avaliação e aplicações no treinamento
- Desenvolvimento Tático do Futebol
- Iniciação e Futebol de Base
- Formando Atletas de Alto Nível nas Categorias de Base
- A Tática Aplicada ao Desenvolvimento do Jogo
- Treinamento Através de Pequenos Jogos de Futebol
- Formação de Treinador e Treinadoras
- Planejamento do Treino por Meio de Jogos
- Jogos Reduzidos e Condicionado no Futebol
- Abordagens de Ensino e Treinamento nos Esportes Coletivos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

s2Member®

CÓPIA PROIBIDA

CONTEÚDO PROTEGIDO PELA LEI DE DIREITOS AUTORAIS

EsporteSUL - O esporte daqui é aqui www.esportesul.comFacebookInstagramTwitter